Querendo a liderança do Grupo 7, Independiente recebe Timão em Avellaneda

Independiente x Corinthians medem forças nesta quarta-feira, às 21h45 (Brasília), em Avellaneda, o embate é válido pela terceira rodada da Copa Libertadores e vale a liderança do Grupo 7.

Cido Vieira
Jornalista em formação, e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com desde o ano de 2017, já acumulei diversas funções no site e atualmente me dedico a cobertura do futebol nordestino.

Crédito: Independiente - Divulgação

Situação na chave

Com três pontos em duas partidas, o “Rei de Copas”, como assim é conhecido o Independiente, estreou com derrota surpreendente para o Deportivo Lara, fora de casa, mas acabou se recuperando na rodada passada batendo o Millonarios diante de sua torcida por 1 a 0, e espera computar mais um triunfo contra o Timão para encaminhar a vaga, haja visto que os próximos dois jogos são fora de casa.

Invicto no torneio, a equipe de Fábio Carille estreou com um 0 a 0 na Colômbia, e fez valer o fator casa na segunda rodada vencendo o Deportivo Lara por 2 a 0. Ciente da importância de se consolidar na ponta do grupo, o Timão vem disposto a surpreender na Argentina.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

 

Como chegam as equipes

Após vencer o clássico contra o Boca Juniors no último final de semana, e colocar fogo de vez no Campeonato Argentina, os “Rojos” chegam confiantes para a partida. Desfalque desde o final de março, o meia Maximiliano Meza, se recuperou e está na lista dos relacionados. Em contrapartida, Jonás Gutiérrez está fora de combate por uma lesão muscular.

Por sua vez, o atual campeão Brasileiro Corinthians começou bem o Brasileirão. No último domingo fez uma partida objetiva e consistente, batendo o Fluminense por 2 a 1, na Arena Corinthians. Para o embate no estádio Libertadores de América, o técnico Fábio Carille só tem uma dúvida: o zagueiro Henrique. O defensor do Timão sente dores no pescoço em virtude de uma queda brusca na última partida, e será reavaliado horas antes do jogo.

Arbitragem: Daniel Fedorczuk, auxiliado por Carlos Pastorino e Rochard Trinidad (todos do Uruguai).