Futebol

Na chegada à Arena, Ramiro admite “dívida” na Libertadores: “Deixamos dois pontos no Uruguai”

Publicado às

Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Grêmio

Foto: Ramiro

Crédito: Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Só a vitória interessa ao Grêmio no confronto desta noite pela Libertadores, na Arena, contra o Monagas, da Venezuela. Na chegada da delegação ao estádio, o volante Ramiro admitiu que o time está em dívida depois de ter empatado em 1×1 contra o Defensor, no Uruguai, na primeira partida do Grupo 1.

“A gente considera que na estreia acabou deixando dois pontos no Uruguai. Então hoje dentro de casa a gente precisa confirmar com uma vitória até para encostar no primeiro colocado. Isso pode nos dar uma confiança para o restante da competição”, destacou.

De fato, a situação de momento da chave não é animadora para o Grêmio. Em boa fase, o Cerro Porteño já tem seis pontos ao vencer o Monagas fora na estreia e o Defensor, em casa, na rodada seguinte. Depois do duelo contra os venezuelanos, o tricolor fará dois jogos contra o Cerro e o primeiro deles será fora, no próximo dia 17.

Em paralelo à Libertadores, o Grêmio se vê envolvido na grande final do Gauchão. No domingo, decidirá o título estadual contra o Brasil de Pelotas, fora de casa, depois de ter feito 4×0 na Arena no final de semana passado.

Veja a chegada do Grêmio à Arena:

LEIA MAIS:

Jogadores do Grêmio falam sobre a possibilidade de Renato ir para o Flamengo

Renato dispara contra procurador do TJD: “Não tenho culpa se os colorados estão sofrendo”

Ídolo do Inter, Clemer leva o Xavante à final e projeta duelo com o Grêmio: “Nada é impossível”