Nestlé deixa o vôlei após nove anos com o Osasco

A Nestlé divulgou um comunicado oficial nesta terça-feira (10) e informou que não patrocinará mais o vôlei profissional. Há nove anos, a empresa dava nome à tradicional equipe de Osasco, então batizada como Vôlei Nestlé.

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/Facebook

“A Nestlé anuncia que conclui sua jornada com a equipe, a partir do final da temporada 2017/2018 da Superliga Feminina de Vôlei, a fim de concentrar seus investimentos e esforços no fortalecimento de sua atuação em plataformas que amplifiquem o impacto nas comunidades onde tem operações. O encerramento do patrocínio neste primeiro semestre já estava previsto no contrato com o clube”

Na página oficial do facebook, o Vôlei Nestlé, que para a próxima temporada deve buscar outra empresa para patrocinar a equipe de Osasco, agradeceu a parceria de nove anos e classificou o período como “uma jornada de sucesso”.

“Só foi possível escrever [essa história] porque se baseou sempre em uma parceria sólida e de confiança, que deixa lembranças marcantes para todos nós. Por isso, só podemos começar com um ‘muito obrigado’ a todos vocês que participaram dessa jornada! É com esse legado de sucesso que anunciamos que esse time segue agora para novos desafios, mas com muitas novas conquistas pela frente. A partir da próxima temporada a Nestlé encerra essa longa e produtiva parceria.”

O Vôlei Nestlé conquistou, nos últimos nove anos, um título da SuperLiga, quatro sul-americanos, seis campeonatos paulistas, a Copa Brasil e o Campeonato Mundial de Clubes.

Hinode renova
Na última segunda-feira, o Barueri anunciou que se manterá com seu patrocinador máster para a próxima temporada. A Hinode, empresa de cosméticos, renovou o contrato com a equipe treinada por José Roberto Guimarães e que tem como maiores destaques a central Thaísa e a ponteira Jaqueline, ambas atletas da Seleção Brasileira.

A equipe, fundada em 2016, conquistou o vice-campeonato paulista e ficou em quinto lugar na atual edição da SuperLiga.

LEIA MAIS:
CURITIBA VENDE O LONDRINA E CONQUISTA A SUPERLIGA B FEMININA