Emprestado pelo Palmeiras, Róger Guedes perde espaço e Atlético-MG analisa situação

O atacante Róger Guedes chegou ao Atlético-MG no início de 2018, ao lado de outros reforços. Contratado junto ao Palmeiras, o jovem, de 21 anos, teve um bom início, chegou a animar os torcedores atleticanos, mas perdeu espaço nos últimos jogos. Contra o San Lorenzo, ficou de fora até mesmo do banco de reservas, na estreia da equipe na Copa Sul-Americana.

Bruno Nunes Loreto
Formado em Jornalismo na Universidade de Santa Cruz do Sul, UNISC. Amante dos esportes, principalmente o bom e velho futebol. Setorista de Grêmio e Fluminense.

Crédito: Divulgação/CAM

Sem iniciar um jogo como titular desde o dia 15 de março, Róger Guedes tem 13 atuações e três gols marcados com a camisa do Atlético-MG. Ontem, 11, após a derrota para os argentinos, o auxiliar-técnico Thiago Larghi comentou a situação do atacante no clube e explicou o motivo do mesmo ter sido cortado do jogo.

“A gente está vendo internamente a situação do Róger Guedes, ele ainda é um jogador do grupo. Faz parte. Eu precisava deixar dois de fora porque só podemos usar 18 jogadores pela Conmebol. Tive que optar por ele e pelo Danilo”, disse o comandante.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Depois de se envolver em algumas situações polêmicas no Palmeiras, como com o volante Felipe Melo, por exemplo, o atacante acumula duas situações conturbadas no Atlético-MG. Pela Copa do Brasil, contra o Figueirense, foi substituído no segundo tempo e deixando o gramado ‘na bronca’ com Larghi.

Já durante um treinamento, a confusão foi com o companheiro Tomás Andrade. Róger Guedes se desentendeu com o meia argentino em uma atividade do elenco na última segunda-feira, 09.

Também na noite de ontem, o diretor de futebol atleticano, Alexandre Gallo, minimizou as situações envolvendo o atacante. O dirigente preferiu destacar a boa apresentação do Atlético-MG, que tentará reverter o 1×0 sofrido em Belo Horizonte.

“(Roger Guedes) Passou pelo time titular, como o Erik passou, Arouca também, e é uma opção do treinador. É importante as pessoas entenderem que um elenco fortalecido, não é só aquele atleta que vem e que joga, mas que faz os outros atletas que estão aqui jogarem. Nós estamos fazendo boas partidas. Hoje fizemos um segundo tempo melhor do que o primeiro. Apesar da derrota, a classificação está em aberto. É importante ter o elenco forte e nem sempre todos os atletas que você traz serão titulares”, falou Gallo.

LEIA MAIS:

LARGHI ANALISA DERROTA NA ARGENTINA: “JOGAMOS DOMINGO, VIAJAMOS, ISSO FOI UMA DESVANTAGEM”

QUAL TIME FOI MAIS VEZES CAMPEÃO DO BRASILEIRÃO? VEJA O RANKING