Futebol

Tetra? Grohe avalia as chances do Grêmio na Libertadores: “Temos condições de brigar”

Publicado às

Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Grêmio

Foto: Grêmio

Crédito: Foto: Eduardo Caspary/Torcedores.com

Dizimada a crise de confiança que delegou ao Grêmio 15 anos na fila, o clube agora quer aproveitar o momento e seguir empilhando taças. A fase é boa: são cinco finais em menos de dois anos, três títulos e a possibilidade de mais um no próximo domingo, quando o tricolor defende fora de casa a larga vantagem de 4×0 sobre o Brasil de Pelotas na final do Gauchão. Mas o goleiro Marcelo Grohe, por exemplo, quer mais. E já mira, de novo, a Libertadores.

Titular durante toda a campanha vitoriosa em 2017, Grohe entende que o Grêmio estará na briga pelo bicampeonato consecutivo e o tetra na história do maior torneio continental. Ele conversou com a reportagem do Torcedores.com logo após a goleada sobre o Monagas, na quarta-feira, por 4×0, e avaliou as chances do time atual em comparação com o grupo do ano passado.

“Eu acho que a gente tem condições de brigar pelo título dessa Libertadores. Temos time e temos elenco. Agora, se é mais forte, se é mais fraco que o do ano passado, só o tempo vai dizer. O parâmetro é muito alto, já que o grupo do ano passado foi campeão. Se daqui a pouco a gente não ganha de novo a Libertadores, vai se chegar à conclusão que o do ano passado era melhor. Vai ser muito pelo campeonato. É difícil de comparar. Alguns jogadores saíram, outros chegaram, mas acho que a gente tem condições de brigar”, prometeu o goleiro.

Ouça a conversa com Grohe:

Grohe e o Grêmio, agora, dão um tempo para a Libertadores e voltam o foco ao Gauchão. No domingo, às 16h, o compromisso é em Pelotas diante do Brasil, no jogo que pode representar a quebra de oito anos sem títulos no estado. Pela competição continental, o Grêmio volta a jogar no dia 17, fora de casa, contra o Cerro Porteño.

LEIA MAIS:

Lateral campeão gaúcho com o Grêmio mira retorno e se rende ao time atual: “Bonito de se ver”

Renato indica permanência e não fala do Flamengo: “Sou funcionário do Grêmio”