Torcida do Inter volta a protestar e pede saída de Roberto Melo durante jogo contra o Cruzeiro

Os protestos que foram vistos ao longo da semana no CT Parque Gigante, local de treinamento do grupo do Inter, foram trazidos em parte para o Beira-Rio durante o duelo contra o Cruzeiro, neste domingo, pela terceira rodada do Brasileirão. Novamente, o principal alvo da torcida é o vice-presidente de futebol Roberto Melo.

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Eduardo Caspary/Torcedores.com

No setor onde tradicionalmente fica a “Guarda Popular”, atrás do gol defendido por Danilo Fernandes no primeiro tempo, torcedores exibiram faixas pedindo “vontade”, “raça” e “suor”, além de uma maior, como indica a foto de capa desta matéria, exibindo um “Fora, Melo”.

Roberto Melo é vice-presidente de futebol eleito do Inter a partir da vitória do presidente Marcelo Medeiros, nas eleições feitas no final de 2016. Esta chapa cumpre o seu último ano de gestão em 2018. Até lá, o Inter disputa apenas o Brasileirão depois da queda para o Vitória, na Copa do Brasil.

Antes do início do Brasileirão, Medeiros voltou a bancar a continuidade tanto do técnico Odair Hellmann como de Roberto Melo e todo o departamento de futebol. Desde a queda para o Vitória, na Copa do Brasil, as manifestações de colorados contra Melo cresceram nas redes sociais e chegaram ao CT e, agora, ao Beira-Rio.

O Inter entrou na partida contra o Cruzeiro com três pontos ganhos na tabela do Brasileirão, depois de vencer o Bahia em casa por 2×0 e perder para o Palmeiras, fora, por 1×0.

LEIA MAIS:

Historiador causa polêmica ao “rebater” jornalista colorada: “Volta pra cozinha”

Como o treinador e os jogadores do Goiás se renderam ao futebol do Grêmio

Gostou da matéria? Siga o autor:

No YouTube

No Instagram

No SoundCloud