Hino do São Paulo: veja a letra e conheça a história

Com uma das letras mais marcantes entre os clubes de futebol pelo Brasil, o hino do São Paulo completou 76 anos de história no último dia 22 de abril. A letra foi criada pelo mineiro José Porphyrio da Paz, que fez parte da refundação do clube em 1935, e dentre o seus legados, deixou o hino que segue ecoando pelas arquibancadas até os dias de hoje.

Rodrigo de Azevedo
Paulistano. Formado em Comunicação Social- Jornalismo pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Atualmente mora em Salvador.

Crédito: Por Arquivo Histórico SPFC - José Porphyrio da Paz, de farda, na inauguração da Sede do São Paulo, em 1936

De acordo com site oficial do Tricolor Paulista, Porphyrio criou o hino enquanto passava por algumas dificuldades na sua vida, no ano de 1936:

-Quase tudo que recebia ia para o clube. Quando fui avisado da perda da casa, fiquei desolado. Andava de um lado para o outro, sem saber o que fazer. Mas o amor pelo São Paulo foi maior e, em vez de desistir, comecei a cantarolar: “Salve o Tricolor paulista” e compus o hino do clube. Foi cantando o hino que eu e minha família deixamos nossa casa. Porphyrio da Paz

A primeira versão do texto foi oficializada pelo clube apenas em 1942. No entanto, devido a um trecho na letra que fazia menção a Palmeiras, referente ao clube A.A. Palmeiras que se fundiu ao Paulistano para criar o São Paulo, houve muita confusão e estranheza, já que lembrava o arquirrival Tricolor.

“Trazes glórias luminosas
Do Paulistano imortal
Do Palmeiras também trazes
Um brilho tradicional”

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

A forma escolhida por Porphyrio para resolver o problema foi trocar a palavra “Palmeiras” por “Floresta”, que foi a região onde São Paulo nasceu. Mas devido o local ser a casa de outros clubes como A. A. São Bento, C. R. Tietê, e o Club Canottieri Esperia, que durante a Segunda Guerra era justamente chamado de A. D. Floresta, acabou que adotar esse termo não trouxe uma identidade ao clube. Então, a solução escolhida por ele foi alterar totalmente a estrofe, resultando na letra atual:

Hino Oficial do São Paulo

Salve o tricolor paulista
Amado clube brasileiro!
Tu és forte, tu és grande
Dentre os grandes és o primeiro!

Oh, tricolor!
Clube bem amado!
As tuas glórias
Vêm do passado!

São teus guias brasileiros
Que te amam ternamente!
De São Paulo tens o nome
Que ostentas dignamente!

Oh, tricolor!
Clube bem amado!
As tuas glórias
Vêm do passado!

Em 29 de abril 1966, numa reunião do Conselho Deliberativo, Porphyrio da Paz doou todos os direitos sobre o hino ao São Paulo Futebol Clube.

Versão Tradicional:

Versão Rock:

Leia mais:
Hino do Coritiba: veja a letra e conheça a história
Hino do Internacional: veja a letra e conheça a história
Hino do Palmeiras: veja a letra e conheça a história