Derrota para o Independiente quebra longa marca do Corinthians na Libertadores

Revés por 2×1 para equipe argentina acaba com sequência de 33 partidas do Alvinegro sem perder como mandante em fase de grupos da competição internacional

Jean Lucas
Jornalista, com passagens por Bandsports e FOX Sports. Fascinado por contar (e ouvir) histórias. Vive o futebol 48h por dia.

Crédito: Divulgação (Twitter/CONMEBOL)

Líder do Grupo 7 da Copa Libertadores, o Corinthians mantém certa margem de segurança para se classificar para próxima fase do torneio, apesar da derrota por 2×1 para o Independiente, nesta última quarta-feira (02/05), na Arena Corinthians. Mas isso não significa que o revés frente aos argentinos não tenha causado estragos. Com o resultado negativo, o Timão voltou a perder, como mandante em fase de grupos da competição sul-americana, após 27 anos.

A última – e única – derrota do Alvinegro em casa, numa fase de grupos do torneio, havia sido no ano de 1991. Na ocasião, o Corinthians acabou derrotado por 2×0 para o Flamengo, no Pacaembu, em partida que ficou posteriormente conhecida como “Noite das Garrafadas”, por uma imensa quantidade de vasilhames atirados em direção ao gramado.

De 1991 para cá, o Timão participou da Libertadores em 11 edições (contando dois jogos da participação de 91 e um da atual edição). Até a derrota para o Independiente, a equipe alvinegra havia feito 33 jogos como mandante em fase de grupos da competição, com 30 vitórias e 3 empates, aproveitamento de 93% dos pontos. Detalhe: o Independiente, portanto, é o único time estrangeiro que venceu o Corinthians nesta situação.

Primeiro colocado do Grupo 7, o Corinthians volta a campo pela Libertadores no próximo dia 17, contra o Deportivo Lara, na Venezuela. Caso vença a equipe venezuelana, os comandados do técnico Fábio Carille garantem classificação de forma antecipada. O Timão fecha a fase de grupos do torneio justamente em casa, diante do Millionarios, na Arena Corinthians.

Quem chega e quem sai dos clubes?