Após término de contrato, ex-Grêmio agradece Red Bull Brasil e revela propostas para a sequência da temporada

Chegou ao fim, pelo menos por enquanto, o casamento de Maylson e Red Bull Brasil.

Douglas Albino
Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto: Divulgação/Red Bull Brasil

Com passagens marcantes por grandes clubes como Chapecoense, Sport, Grêmio e Figueirense, o meio-campista topou a aventura de desembarcar numa casa bem diferente das demais, ainda em 2016. E não se arrependeu. Após mais de dois anos, Maylson deixa o Toro Loko repleto de agradecimentos ao, agora, ex-time.

Organização e profissionalismo são duas palavras que o jogador repete bastante ao agradecer o Red Bull pelo tempo no clube. No último mês, o contrato do jogador terminou e as partes, em comum acordo, optaram pela não renovação do vínculo. “Faltam até palavras para elogiar todo o profissionalismo do clube, toda a organização que eles têm lá dentro, por tudo. O Red Bull precisa ser uma referência. Mesmo com pouco tempo e sem estar em séries maiores do nosso futebol conseguem oferecer tudo de melhor para um atleta de alto nível. São profissionais e organizados ao extremo. Foi muito bom tudo que vivi por lá. São pessoas que levarei pra sempre. E com certeza seguirei na torcida pelo Toro Loko. Quem sabe mais pra frente um dia eu ainda volte para lá”, afirmou o jogador.

Maylson, agora, está em Porto Alegre enquanto seus representantes negociam com seu futuro clube. Mas nada de férias. Com a ajuda de um profissional de sua confiança, o meio-campista treina diariamente. “Eu optei por continuar em atividade até porque sei que em breve já posso estar em um novo clube. Valorizo meu corpo que é a minha ferramente de trabalho. Sei que não posso ficar parado. Estou treinando todos os dias, tanto na academia como com bola no campo. Tem que ser assim. Espero muito em breve voltar a fazer o que mais amo que é jogar futebol”, finalizou Maylson, de 29 anos, que defendeu também as cores de Portuguesa, Criciúma e Náutico durante sua carreira até então.