Michel Bastos explica saída do Palmeiras e quer “fazer história” no Sport

O meia Michel Bastos trocou o Palmeiras pelo Sport. Confirmado como reforço rubro-negro para a sequência da temporada, o jogador já desembarcou na cidade de Recife e falou como atleta do Leão da Ilha.

Victor de Freitas
Baiano, 25 anos, jornalista formado pela Universidade Jorge Amado (UniJorge). Apaixonado por esportes em geral, de preferência basquete, tênis e futebol. Contato: victorw10@outlook.com

Crédito: Divulgação/Sport Recife

Aos 34 anos, Michel Bastos desembarca no Sport com um contrato de empréstimo junto ao Palmeiras, até o fim de dezembro. No desembarque no Recife, ele falou sobre os motivos que lhe fizeram trocar de clube e afirmou o objetivo de marcar seu nome na história do Rubro-negro.

“A motivação é enorme. O Sport é um grande clube e eu venho com toda vontade de poder jogar na minha posição, que é algo que eu queria há muito tempo. Não tive muito essa oportunidade no Palmeiras e entendo. Foi pelo fato da concorrência no time – que me obrigou a fazer outras funções. Aqui dentro do Sport estou vindo com essa possibilidade. Isso é um ponto que me deixa contente”, disse o novo camisa 9 leonino.

“(…) Eu venho para tentar fazer história e espero que o torcedor tenha um grande carinho por mim. Que eu possa ficar aqui não só até o final do ano, mas talvez prolongar por mais tempo o contrato”, acrescentou.

Ao longo de sua carreira, Michel atuou em diversas posições no campo, seja no meio-campo, ataque e até mesmo na lateral-esquerda. No Sport, ele explicou como prefere jogar.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

“Desde quando fui para a Europa e quando voltei para o São Paulo, gostei de jogar perto da área. Dar passe para gols e também procurar fazer. Prefiro jogar do meio para frente”, explicou.

Além do Palmeiras, o meia passou por clubes como São Paulo, Roma-ITA, Al Ain-EAU, Schalke 04-ALE, Lyon-FRA, Lille-FRA, Figueirense e Grêmio.