Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Ferroviária joga mal mais uma vez e perde a primeira na Série D

Jogando em Tubarão, Locomotiva perde com gol irregular e cai para a terceira colocação do seu grupo.

Rafael Zocco
Colaborador do Torcedores

Crédito: Thiago Carvalho / Assessoria Ferroviária

Na tarde deste domingo, a Ferroviária foi até Tubarão encarar os donos da casa e acabou sendo derrotada por 1 a 0 no estádio Domingos Silveira Gonzales, em jogo válido pela terceira rodada do Brasileirão da Série D.

O gol da vitória do Peixe aconteceu aos 3 minutos da segunda etapa através do atacante Vinícius Baiano, que estava impedido no lance. Sem ainda convencer, a Ferrinha jogou mal mais uma vez e conheceu a sua primeira derrota na competição.

Com a vitória, o Tricolor catarinense chega a 9 pontos e fica muito perto da classificação. Já a Ferroviária ficou estacionada nos 2 pontos e com a vitória do Cianorte sobre o Novo Hamburgo, caiu para a terceira colocação do Grupo A16.

Na próxima rodada, já pelo returno do grupo, a Ferroviária volta a encarar o Tubarão, no próximo sábado (12), às 19h, desta vez na Fonte Luminosa, em Araraquara.

O JOGO

Tubarão e Ferroviária iniciaram um jogo bastante truncado, até por conta das condições do gramado, devido à chuva que caiu na madrugada de sábado para domingo na cidade catarinense até antes do início da partida.

Porém, quem criou a primeira oportunidade foi a Locomotiva. Aos 5 minutos, em cobrança de escanteio do Peixe, o time visitante conseguiu encaixar um contra-ataque com Válber, que saiu em disparada pelo meio de campo. O meia “chapelou” Guilherme Amorim, último homem da defesa, ficando cara a cara com Júnior Belliato. O goleiro saiu da grande área e Válber tocou por cima, porém, graças à poça d’ água, a bola perdeu velocidade e o mesmo Guilherme Amorim se recuperou na jogada, mandando a bola para escanteio.

Depois do susto, a equipe da casa saiu mais para o ataque e teve a chance de abrir o placar. Aos 9 minutos, após cruzamento rasteiro pela direita de Oliveira, a zaga afeana não consegue afastar a bola, que chega até Magno Alves. O artilheiro chuta da entrada da grande área, mas Gabriel Leite se estica todo para o canto esquerdo, fazendo grande defesa, mandando a pelota para escanteio.

Após as chances, o jogo voltou a ficar truncado e quem começou aparecer novamente foram às poças. O gramado encharcado prejudicou o toque de bola de ambas as equipes.

Pensando assim, aos 26 minutos, em novo ataque da Ferrinha, Vinícius tabelou com Lucas Douglas e recebeu livre pelo lado direito. O lateral avançou e arriscou chute forte de fora da área. A bola foi com muito perigo até a meta de Júnior Belliato, mas saiu por cima do gol.

O Tubarão voltou com perigo aos 42 minutos. Em jogada pela esquerda, Vinícius Baiano fintou Vinícius e cruzou rasteiro. Gabriel Leite não alcançou a bola que chegou até Fio. O atacante, ex-Ferroviária, deu carrinho antes e a bola acabou sendo afasta por ele mesmo embaixo das traves, o que seria o primeiro gol do jogo ainda no primeiro tempo.

Na volta do intervalo, o treinador PC de Oliveira fez uma mexida no ataque da Ferroviária, entrando Caio Mancha no lugar de Lucas Douglas.

Porém, quem voltou mais ligado para a segunda etapa foi o Tricolor, que logo abriu o placar. Aos 3 minutos, Caíque recua a bola errada para defesa e Branquinho aproveita o vacilo e lança para Vinícius Baiano, impedido, finta Gabriel Leite e manda para o fundo das redes: 1 a 0.

No lance, Vinícius Baiano acabou sentindo uma contusão na perna e Romarinho entrou em seu lugar.

A Ferroviária tentou responder logo de imediato. Aos 7 minutos, Caio Mancha recebe na área, ajeita para Íkaro, que finta o marcador e chuta de esquerda, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Buscando o empate, o time de Araraquara se lançou para o ataque. Aos 13 minutos, Gilsinho é lançado na esquerda e cruza por cima. A bola passa por toda a pequena área e chega até Valber, que da um toque de calcanhar, fintando dois marcadores, e finaliza de direita para grande defesa de Júnior Belliato, mandando a bola para escanteio.
Mesmo em vantagem, o técnico do Tubarão, Waguinho Dias, deixou mais ofensiva a sua equipe, sacando Branquinho e colocando o atacante Laércio.

Sem poder de criação e com muitos erros de passe, a Ferroviária não levava perigo à defesa adversária. Tranquilo na partida, o Tubarão apenas administrava o resultado e jogava apenas por uma bola para matar o jogo.

E quase mata. Aos 40 minutos, Gelson, que acabara de entrar no lugar de Fio, recebe bola pela direita. Livre de marcação, o volante entrou livre na área, fintou Luan e chutou no canto direito de Gabriel Leite, que fez boa defesa.

TUBARÃO 1X0 FERROVIÁRIA
Local: Estádio Domingos Silveira Gonzales, Tubarão/SC
Data/Horário: Domingo, 6 de maio, 16h
Arbitragem: Rodrigo da Fonseca Silva (MT), auxiliado por Adilson Rodrigo dos Santos (MT) e Gislan Antônio Garcia da Silva (MT)
Público: 2.126 pagantes
Renda: R$ 48.190 reais
Gols: Vinícius Baiano aos 3 minutos do segundo tempo para o Tubarão
Cartões amarelos: Daniel Pereira e Fio (Tubarão); Vinícius, Bruno Ré, Íkaro, Tharlles e Caíque (Ferroviária)

Tubarão: Junior Belliato; Oliveira, Jaílton, Petterson e Jean; Daniel Pereira, Guilherme Amorim, Fio (Gelson) e Branquinho (Laércio); Vinícius Baiano (Romarinho) e Magno Alves. Técnico: Waguinho Dias

Ferroviária: Gabriel Leite; Vinícius, Élton, Luan e Bruno Ré; Caíque, Íkaro (Felipe Ferreira), Tom e Válber; Lucas Douglas (Caio Mancha) e Gilsinho (Tharlles). Técnico: PC de Oliveira