Guerrero não desiste da Copa do Mundo: “acredito na justiça da Suíça”

Em entrevista concedida para a BBC, da Inglaterra, o atacante peruano Paolo Guerrero revelou que ainda mantém esperança de disputar a Copa do Mundo da Rússia. 

Gustavo Magnusson
Jornalista formado pela PUC-Campinas em 2017

Crédito: Reprodução/Facebook Oficial Paolo Guerrero

Após cumprir suspensão inicial de seis meses e ter a pena aumentada pelo TAS (Tribunal Arbitral do Esporte) para 14 meses por causa de doping, Guerrero aguarda um recurso no Tribunal Federal da Suíça.

“Acredito na justiça suíça. Estou passando por uma injustiça. Não me tirem o sonho de jogar uma Copa do Mundo. É meu sonho de criança ser capitão do Peru, levo isso na alma, no coração”, declarou Guerrero em entrevista para a BBC.

Guerrero foi punido por causa de ingestão da substância benzoilecgonina, um metabólico da coca e da cocaína.

“Não sabemos (como ele entrou em meu organismo). Se supõe que foi um chá de coca. O que eu tomei antes de sair da Argentina foi um chá de anis. Tomei depois do almoço, por uma indisposição estomacal. Pedimos bebidas, minha mãe tomou Coca-Cola, um amigo café, outro uma água. Eu e mais três amigos pedimos chá de anis, que veio numa jarra já preparada”, contou.

Guerrero reafirmou que não houve qualquer intenção de ingerir a substância proibida.

“O doping é castigado quando os jogadores fazem trapaça. Não teria porque tomar chá de coca porque não melhoraria meu rendimento e porque, tenho isso muito claro, sei que é uma substância proibida”, completou.

 

LEIA MAIS: 

MÉDICO DO EGITO ESTÁ CONFIANTE EM RELAÇÃO A LESÃO DE SALAH

EM RECUPERAÇÃO PARA A COPA, CARVAJAL JÁ PERDEU A ÚLTIMA EURO POR LESÃO