Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Guto analisa empate do Bahia com o São Paulo: ‘Não estou satisfeito’

O Bahia deixou de ganhar mais dois pontos dentro de casa. Neste domingo (13), o time tricolor dominava o São Paulo até o minuto 47 do segundo tempo, até que levou o empate em uma finalização de rara felicidade acertada por Shaylon. Após o resultado de 2 a 2, na Fonte Nova, o técnico Guto Ferreira concedeu a tradicional entrevista coletiva.

Victor de Freitas
Baiano, 25 anos, jornalista formado pela Universidade Jorge Amado (UniJorge). Apaixonado por esportes em geral, de preferência basquete, tênis e futebol. Contato: victorw10@outlook.com

Crédito: Felipe Oliveira/Divulgação/ECBahia

Em sua análise sobre o jogo, Guto afirmou ter visto o Bahia superior durante toda a partida, mas admitiu insatisfação com as chances desperdiçadas no ataque. Ele lamentou gols perdidos e deu méritos ao jogador são-paulino pelo gol marcado no final.

“O nível físico do São Paulo para mim é superior. Eles estavam com seis novos, jogadores de tanque cheio. Nós, não. Em um momento da partida, não tinha como expor. O time do Vasco (por exemplo), em termo de compactação é diferente… A equipe do São Paulo é mais madura. É uma opinião minha. Acho que equipe do São Paulo é mais madura. É outro jogo. Outra situação. Você não vai se impor o jogo todo. O árbitro ameaçando nossos jogadores, mandando jogadores do Bahia calar a boca, tratando nossos jogadores de forma indiferente… Ainda assim, a gente não se intimidou e a gente conseguiu fazer o placar. Fizemos o 2 a 1, tivemos outras oportunidades, mas faltou matar.”, disse o treinador.

“Eu acho que fizemos um jogo brigado, bastante disputado. O Bahia fez um grande jogo, tanto que vencia até os 48. O menino acertou do meio da rua, não deu tempo de cortar. A gente conhece o São Paulo, mas o time que jogou em campo com Hudson, Trellez também… O Bahia jogou com a equipe completa. Infelizmente para nós. Fomos penalizados com dois pontos. Não estou nada satisfeito. Não adianta a gente ficar lamentando”, acrescentou.

O atacante Kayke foi o jogador mais criticado pelo empate, por ter perdido um gol na grande área aos 43 minutos, que iria definir o triunfo em casa. Guto comentou sobre o desempenho do centroavante com a camisa tricolor.

“Quem tem que dizer são vocês. Ele está no grupo. Quem eu tinha na posição era ele. Ele tem na sua carreira inúmeros gols e no Bahia não tem dado sorte. Edigar cansou. Quem eu tinha? Kayke. Qualquer coisa seria invenção. Não tinha ninguém para fazer outro tipo de troca que fosse essa. Você tenta reverter uma situação. Foi mais uma oportunidade de reverter que perdeu”, comentou.

O Bahia é o 16º colocado do Brasileirão, com cinco pontos ganhos. O próximo desafio será contra o Palmeiras, fora de casa.