“Tive convicção que teve interferência externa”, diz Roger sobre final do Paulistão

Na tarde deste domingo, 13, Palmeiras e Corinthians voltam a se enfrentar após a ‘tão comentada’ final do Paulistão 2018. No dérbi decisivo, uma polêmica foi instaurada por conta da suspeita de interferência externa em uma decisão de Marcelo Aparecido de Souza, que voltou atrás depois de apontar um pênalti para o Verdão. Para o técnico Roger Machado, no entanto, não há dúvidas: o árbitro recebeu informação de fora das quatro linhas para anular a marcação.

Bruno Nunes Loreto
Formado em Jornalismo na Universidade de Santa Cruz do Sul, UNISC. Amante dos esportes, principalmente o bom e velho futebol. Setorista de Grêmio e Fluminense.

Crédito: Reprodução/Youtube

No lance, Dudu, do Palmeiras, disputa a bola com Ralf, do Corinthians, e Marcelo Aparecido aponta para a ‘marca da cal’. Após, em meio à muita confusão, o árbitro desmarca o pênalti e a bola volta a rolar somente depois de quase oito minutos parada.

Em participação no programa “No Ar com André Henning”, do Esporte Interativo, o comandante alviverde comentou o polêmico lance. Para Roger, que defende que a tecnologia pode servir para auxiliar os árbitros, independente de ter acontecido ou não o pênalti, o uso da imagem não deveria ter sido levado em conta no Paulistão.

“O que a regra diz? A regra diz que não há a possibilidade de ter interferência externa. (Se foi pênalti ou não) é interpretativo. A marcação do pênalti ou não é uma questão de interpretação. Depende de cada um. A interferência não. Para mim é muito claro isso. Não que não possa ter interferência, mas que ela seja acordada, que todo mundo tenha consciência e que valha para todo mundo.”

“Assim como, em determinado momento, com relação ao árbitro de vídeo, se levantou a possibilidade de que tivesse a partir de determinado momento de uma competição. Isso não é justo. Cria um desequilíbrio. Então todos os lances polêmicos que aconteceram em um primeiro turno não ficaram sujeitos a estes mecanismos que podem ajudar o árbitro. E eu sou completamente a favor que se tenha o árbitro de vídeo. É muito difícil para o ser humano poder enxergar muitas coisas”, disse o técnico, que afirmou que ter certeza de que o árbitro recebeu informação durante o dérbi.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Do ângulo que eu estava, tive convicção (da interferência externa). E não mudei de opinião”, comentou.

Nos tribunais, o Palmeiras tenta reverter o resultado da final e até mesmo anular a partida. A principal ‘disputa’ do clube é com a FPF. Nesta semana, o presidente da federação descartou ter acontecido interferência. Já o Verdão, por meio de seu departamento jurídico, voltou a contestar a entidade.

Roger destacou que prefere não entrar no mérito da anulação do clássico, mas pediu que a tudo ocorra dentro da lei.

“Para mim é muito claro isso. Se está na regra, precisa ser cumprido. Se todos acordaram, precisa ser cumprido. Agora, se vai voltar atrás ou não, não é da minha alçada”, completou o treinador.

O reencontro entre Palmeiras e Corinthians vai acontecer neste domingo, às 16h (horário de Brasília). O clássico, que vai acontecer na Arena Corinthians, será válido pela 5ª rodada do Brasileirão.

LEIA MAIS:

MARCOS ROCHA NA COPA? PARA ROGER, LATERAL DO PALMEIRAS PODE OCUPAR VAGA DE DANI ALVES

ROGER DESTACA APROVEITAMENTO E FORÇA DO PALMEIRAS ATUANDO LONGE DE CASA

ROGER ‘ENTREGA’ ESCALAÇÃO DO PALMEIRAS PARA CLÁSSICO COM O CORINTHIANS