DESTAQUE

Maicon diz que provocações são dos dois lados e cutuca Inter: “Tem que aturar e ficar quietinho”

Publicado às

Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Inter

Foto: Inter

Crédito: Foto: Reprodução/Twitter

Assim que chegou ao Grêmio em 2015, Maicon sentiu na pele o peso do jejum de grandes títulos e o reflexo do bom momento do rival. A partir do ano seguinte, a “gangorra Gre-Nal” começou a privilegiar o lado gremista com o título da Copa do Brasil e o rebaixamento do Inter. As provocações, é claro, voltaram a aparecer com força.

Em entrevista concedida nesta semana à Rádio Pachola, o capitão gremista disse que historicamente as provocações são feitas por ambos os lados e que, agora, o momento é do Grêmio. Portanto, o Inter “tem que aturar e ficar quietinho”.

“Eles também faziam. Seguravam caixão, faziam binóculos, faziam um monte de coisa. O Sasha dançou a valsa, enfim, os caras tiravam muita onda. O momento era deles. Mas hoje o momento é nosso. Então eles têm que aturar e ficar quietinho, e fazer a parte deles para voltarem a ganhar”, disse o capitão.

Veja a opinião de Maicon reproduzida pela Rádio Pachola:

 

Em outro trecho de sua fala, o jogador garantiu que em caso de novos títulos o Grêmio seguirá brincando sem “desrespeitar” o Inter. Maicon entende que o torcedor gremista “aturou durante muito tempo” e que também tem o direito de curtir a fase boa.

“E nós vamos seguir trabalhando para continuar ganhando. Se ganharmos, vamos brincar de novo. Porque é assim o futebol. Sem desrespeitar. Agora eles têm que aturar. Por que só eles podem fazer? Nosso torcedor aguentou durante muito tempo, alguns jogadores também, principalmente o Marcelo Grohe. Então é assim, não pode ser só de um lado”, acrescentou.

A provocação mais utilizada pelos gremistas nos últimos títulos é a do “1 min de silêncio”, que diz que “o Inter está morto”. Usada após as conquistas da Libertadores e do Gauchão, a corneta gerou desconforto no Inter sobretudo por ter sido “institucionalizada” pelo Twitter oficial do Grêmio.

Recentemente, o Torcedores.com produziu uma matéria sobre as provocações entre a dupla Gre-Nal:

LEIA MAIS:

Comovido por crise, Grêmio fez “vaquinha” e doou dinheiro a venezuelanos

Renato se senbiliza com situação da Venezuela: “Machuca o coração”

“Serei eternamente grato ao Grêmio”, diz Geromel após convocação

Gostou da matéria? Siga o autor:

No YouTube

No Instagram

No SoundCloud