Maicon cita gratidão pelo São Paulo, mas diz: ‘Não deixou de ganhar títulos por minha culpa’

Capitão do Grêmio e um dos principais destaques da equipe de Renato Gaúcho, Maicon relembrou a passagem e sua saída do São Paulo, clube em que atuou de 2012 até 2015. O volante relembrou que era alvo de criticas na equipe, mas que não era culpado pela situação.

Roberto Junior
Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.

Crédito: Site Oficial/saopaulofc.net

Maicon concedeu entrevista ao SporTV e afirmou que não modificou em nada seu estilo de jogar em relação ao São Paulo. Mas que o momento de pressão por títulos que o clube ainda atravessa, o atrapalhou no Morumbi.

“Não mudei meu estilo de jogar. Lá no São Paulo, eu jogava da mesma maneira. Infelizmente aconteceram algumas coisas lá. A gente vê a situação do clube, que quem sou eu para julgar? Sou muito grato por ter jogado no São Paulo, joguei três anos lá, fui campeão da Sul-Americana, joguei em 160 jogos… então não foi à toa, não caí de para-quedas”, disse.

“Tenho meus defeitos, mas tenho minhas qualidades também. Infelizmente a gente sabe que a situação do São Paulo hoje não foi culpa do Maicon, não deixou de ganhar títulos por culpa do Maicon. Achei que era o momento de sair, e se eles realmente achavam que eu era o problema, procurei outro lugar para ser feliz. O Grêmio me recebeu de braços abertos”, completou o jogador de 32 anos.

A saída de Maicon do São Paulo rumo ao Grêmio se deu inicialmente por empréstimo até o fim de 2015. Ao fim do vínculo, o Tricolor Gaúcho pagou R$ 7 milhões ao clube paulista para ter o meio-campista em definitivo.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

O bom momento de Maicon lhe rendeu a recém-renovação de contrato com o Grêmio até 2021. Pela equipe gaúcha, o volante já conquistou Copa do Brasil, Libertadores, Recopa e Gaúchão.

LEIA MAIS
DE VOLTA AO SÃO PAULO, DANIEL DIZ QUE DORIVA NÃO LHE DAVA OPORTUNIDADES NA PONTE PRETA
RODRIGO CAIO FALA SOBRE FUTURO NO SÃO PAULO: ‘CADA VEZ MAIS ESTÁ CHEGANDO A HORA DE SAIR’
SÃO PAULO REPETE EM 2018 SEU INÍCIO DE BRASILEIRÃO DE 2017; VEJA NÚMEROS