Preparador físico causa polêmica e diz que Maradona ‘fez bem’ ao se drogar

Preparador físico de Diego Maradona entre os anos de 1983 e 1994, Fernando Signorini causou polêmica em uma de suas falas no documentário “Maradona Confidencial” lançado pelo canal National Geographic no último domingo (27) ao afirmar que o argentino ‘fez bem’ ao se drogar.

Luiz Felipe Longo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/Facebook Diego Maradona

“Eu diria que deve ser a droga que te dá o que você precisa para representar o seu papel neste circo romano que é a sociedade de hoje, de pura hipocrisia. Maradona até fez bem em se drogar. Porque se ele não fizesse isso, ele seguramente não chegaria onde chegou”, disse.

“Há motivos que justificam o fato de um garoto sair do lugar de onde sai para cair diretamente no topo do mundo, onde exigem que ele precisa fazer tudo bem. Por isso ele vai buscar alguma maneira artificial de se estar à altura do que querem dele. Sozinho, não podia”, completou.

O camisa 10 da Argentina teve sérios problemas com a cocaína ao longo da carreira. Ele foi flagrado com a substância durante a Copa do Mundo de 1994 em exame anti-doping e, depois que se aposentou, chegou a ser internado em clínicas de reabilitação.

No país de ‘El Diez’, como é conhecido, há muita discussão a respeito desse tema. Seus fãs consideram que as pessoas no entorno de Maradona nada fizeram para ajudar o ex-jogador a acabar com o vício, estando preocupados apenas com os troféus e o dinheiro ganho por ele.

LEIA MAIS
MESSI PENSA NO TÍTULO, MAS AVISA: “HÁ SELEÇÕES MELHORES”
SUÁREZ DECLARA APOIO A GUERRERO APÓS SUSPENSÃO QUE TIRA PERUANO DA COPA
MARADONA SOBRE ARGENTINA: “NÃO CONFIO NO TÉCNICO”