Futebol

Opinião: quem leva a orelhuda na final da Champions League?

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação UEFA Champions League

Estamos a poucos dias da grande final do campeonato mais famoso do mundo de futebol. A UEFA Champions League é um dos campeonatos mais assistidos em todo o mundo, contado com os melhores times Europeus como Real Madrid, Barcelona, Juventus, Manchester City, Manchester United, Bayern de Munique, Atlético de Madrid e Liverpool. Times esses que investem milhões para chegar ao tão sonhado título de melhor da Europa.

No próximo dia 26 teremos a final entre Real Madrid e Liverpool, dois times que em sua história estão entre os maiores vencedores da competição em conjunto com Bayern de Munique e Milan. Temos dois times totalmente diferentes, mas com figuras emblemáticas uma de cada lado que podem fazer a diferença.

Real Madrid entra nesta final com toda sua história em busca de mais um título. Zidane em 3 temporadas a frente do time principal, chega a sua terceira final seguida de Champions. O Real sempre muito compacto dentro de campo, tendo como principal aliado jogadores com experiência em jogos decisivos. Navas ainda é muito questionado na posição, tendo oscilações em seu desempenho diante da competição.

A primeira linha de defesa do Real sempre muito consistente, Sergio Ramos pode se dizer que é a figura mais emblemática neste primeiro terço do campo, no segundo terço do campo temos Casemiro, Modric e Kroos e Isco, como opções, esta pode ser a maior saída para o técnico Zidane ganhar vantagem contra o Liverpool, com 4 jogadores muito técnicos e que dificilmente erram passes, quando criada intensidade e o domínio nesta parte do campo, pode fazer com que o Liverpool tenha grande dificuldade de criar oportunidades de gol. O ataque do Real é sempre intenso. Cristiano Ronaldo, Benzema e Bale formam um trio de ataque de respeito, fazendo com que qualquer contra ataque possa ser perigoso ou resultar em gol.

O Real Madrid não tem feito bons jogos na fase de mata-mata, após eliminar o PSG, os jogos contra a Juventus e o Bayern, demonstrou o péssimo futebol do Real Madrid, que apesar de ter tido sorte, conseguiu encontrar os gols quando necessário. Mas no campeonato Espanhol ficou claro o mal desempenho do Real Madrid, apesar de ter tido muitas baixas no decorrer do ano, vem com um futebol menos intenso, comparado com o do ano passado.

Os reds vem como azarões para esta final, apesar de Klopp insistir que eles conquistaram esta vaga com o próprio esforço, uma comparação entre o time merengue com relação a investimento e de jogadores, posição por posição seria até injusta. Mas Klopp já teve a experiência de participar de uma final de Champions, na época era treinador do Borussia Dortmund (2012/2013). O alemão  saiu com a derrota para seu maior rival Alemão, o Bayern de Munique. Em sua caminhada na Alemanha, teve mais dois vice-campeonatos na Copa da Alemanha. Já no comando dos reds, Klopp também teve seu vice-campeonato quando perdeu para o Sevilla na final da Europa League em 2016.

No primeiro terço do campo o Liverpool vem se restabelecendo, com Clyne no banco e Moreno também, os dois titulares vêm sendo Robertson de 24 anos e Alexander Arnold de 19 anos, seguros em suas posições, mas ainda não sabemos como vão assimilar uma final de Uefa Champions League. A dupla de zaga tem sido Lovren, já muito rodado com 28 anos, mas lento e sem tempo de bola, fazendo com que a zaga fique desequilibrada, Van Dijk o zagueiro mais caro do mundo tem jogado muito bem, sido muito seguro, fazendo com que Lovren também tenha tido boas atuações em determinadas partidas, ele eleva muito o nível defensivo do time dos reds.

O segundo terço do campo, que é o mais preocupante, é onde o Liverpool pode perder muito espaço para o Real Madrid pela sua falta de qualidade em seus jogadores. No segundo jogo contra a Roma, após a perda de Oxlade-Chamberlain, Klopp alinhou sua meiuca com Milner, Hendersen e Wijnaldum, apesar de não ser um meio campo ruim, comparado com o do Real Madrid, pode dificultar na criação de jogadas e na alimentação para seu trio de ataque. A vontade de vencer pode ser um grande diferencial nesta disputa de meio campistas, pois na qualidade estão muito abaixo.

Agora no ataque temos a cereja do bolo do Liverpool, com Firmino puxando o trio de ataque, tendo sua função tática muito clara em campo, de abrir espaços para que Salah e Mané possam se movimentar e achar oportunidades de gols, Firmino tem 15 assistências na temporada, um número alto para um atacante que pode ser um grande diferencial nesta final. Mané sempre muito rápido, provavelmente irá fazer com que Carvajal apoie poucas vezes o ataque, fazendo com que ele se preocupe mais em marcar o Mané e tentar barrar todas as suas criações de jogadas.

Do outro lado e não menos importante temos Salah, foi 7 vezes melhor jogador do mês no campeonato Inglês, considerado o melhor atleta da Premier League, o egípcio pode fazer com que o Marcelo e Casemiro estejam muito ocupados fazendo uma marcação intensa, pois em qualquer jogada ele pode desequilibrar. Salah neste jogo deve ter um papel de abrir espaço para outros jogadores como Mané e Firmino.

Está final será eletrizante e está muito aberta, apesar das diferenças investidas entre os times, o Real não apresenta um futebol tão bonito quanto o do Liverpool, mas ao mesmo tempo a camisa madrilenha sempre será muito respeitada em finais, principalmente em finais de Champions League.

Será que teremos alguma surpresa dos dois técnicos nesta final? Vamos descobrir dia 26.