Futebol

Pai gremista realiza desejo antigo e vai às lágrimas ao ver filho entrando com Grohe: “Sonho”

Publicado às

Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Grohe

Foto: Grohe

Crédito: Foto: Arquivo Pessoal

Cultivado de geração para geração, o amor que a família Ferrão dedica ao Grêmio chegou ao seu ponto alto neste domingo. Rafael, o pai, não conseguiu realizar o sonho de infância de entrar com os jogadores no velho estádio Olímpico. Mas o desejo antigo não se perdeu com o tempo e ele não conteve a emoção ao ver o filho, Gustavo, 8 anos, entrando ao lado do goleiro Marcelo Grohe antes dos 5×1 sobre o Santos, neste domingo, na Arena.

Rafael conta que Gustavo já havia tido contato com o goleiro gremista em 2014, durante a inauguração de uma loja do Grêmio em Porto Alegre. Mas nem se compara ao momento vivido neste domingo, que tirou lágrimas dos olhos do pai. A emoção foi tanta que, em uma sala reservada na Arena aos familiares das crianças, outros pais reconheceram o choro de Rafael e “aprovaram” o sentimento.

“Foi muito especial. Me inscrevi como sócio do Grêmio para ele entrar em campo. Pra mim era muito emocionante. A dimensão ele ainda não tem do que foi ontem. Mas daqui a um tempo ele vai ter. Chegamos na Arena, eu fiquei numa salinha acompanhado pela TV. Ele foi o primeiro a entrar com o Grohe. Quando vi, chorei muito. Outros pais reconheceram o meu choro e acharam bem legal. Não queria me emocionar tanto, em outras ocasiões consegui segurar, como em apresentações na escola, mas dessa vez não”, revelou o emocionado pai em entrevista exclusiva ao Torcedores.com.

Concentrado para a partida, Grohe não trocou muitas palavras com o pequeno gremista. Além de Gustavo, outras crianças tiveram a oportunidade de entrar em campo com os jogadores neste domingo. Rafael, mesmo assim, garante que o filho jamais vai esquecer o “toque” na luva do atual arqueiro campeão da América.

O pequeno Gustavo conhecendo a Arena – Arquivo Pessoal

Grêmio sempre, independente da fase

Dentro de casa, Rafael carrega consigo uma lição. No momento, ela não precisa ser aplicada em Gustavo, que avança em sua infância no mesmo período em que o Grêmio empilha títulos atrás de títulos. Só que a história do pai, enquanto torcedor, também teve o outro lado.

“Eu nasci em Porto Alegre, mas morava em Guaíba. Meu pai ia a todos os jogos e pegou algumas fases ruins, com o Inter muito bem. Com 2 ou 3 anos, eu já frequentava o Olímpico. Meus ídolos eram Cuca, Lima, Valdo, Mazaroppi. Tinha o sonho de entrar em campo com eles ou virar jogador, mas não consegui nada disso. Meu pai sempre me ensinou a ter lealdade pelo Grêmio. Caímos para a segunda divisão em 1991 e nós fomos a todos os jogos, eu e meu pai. Ele me ensinou: “Nunca abandona o teu time”. Não absorvi tanto naquele momento. No decorrer do tempo eu vi o quanto aquilo foi importante pra mim”, admitiu.

 

A partir do final da década de 90, Rafael começou a ir sozinho aos jogos no Olímpico e só voltou a ter a parceria do pai em 2005, na segunda disputa de Série B da história do Grêmio. Enraizado na família, o amor ao tricolor ganhou um novo capítulo com a gravidez que gerou Gustavo. De tão fanático, o pai colocava fones de ouvido na barriga da esposa para que o seu pupilo pudesse ouvir os gols do Grêmio.

Ouça a fala emocionada de Rafael:

“Minha esposa ficou grávida em 2009, em uma fase meio complicada do Grêmio. Sempre amei futebol. Queria transmitir esse legado do meu pai para o meu filho. Levava minha esposa grávida aos jogos, colocava fone de ouvido na barriga da minha esposa… ele nasceu e foi tudo natural. Meu filho cresceu gostando de futebol e do Grêmio. Levo ele aos jogos quando posso. Tem uma paixão imensa”, diz o pai.

Alguma dúvida de que o sentimento gremista passou de pai para a filho? Se existia, Rafael teve a certeza de que formou um verdadeiro gremista no último aniversário de Gustavo.

“Era o aniversário de 8 anos dele, poderia pedir qualquer coisa, imaginávamos que iria querer algum presente. Mas o que ele pediu foi um tour na Arena…”

LEIA MAIS:

Artilheiro da noite, Maicon se derrete por atuação do Grêmio: “Mais uma bela partida”

Jogadores do Santos demonstram abatimento após 5×1, mas Gabigol nega “massacre”

Grêmio x Santos: assista aos gols do jogo

Gostou da matéria? Siga o autor:

No YouTube

No Instagram

No SoundCloud