Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Algoz de CM Punk é demitido do UFC e critica decisão no Twitter

Mike Jackson fez a sua parte e venceu CM Punk no UFC 225, no último final de semana. Mas mesmo com a vitória, o lutador acabou tendo sua demissão do Ultimate anunciada pelo chefão Dana White. Motivo: seu triunfo não agradou ao mandatário da organização.

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Reprodução/Facebook UFC Brasil

Na coletiva pós-UFC 225, White criticou a atuação de Jackson, que segundo ele, não teria feito esforço o bastante para nocautear o ex-astro do WWE. O presidente do Ultimate disse até que se ‘arrependeu’ de tê-lo colocado para lutar no card principal do evento em Chicago.

“Não estou nem um pouco feliz com o Mike Jackson. Ele agiu como um imbecil nesta noite. Ele ganhou a chance de enfrentar o CM Punk no card principal de um evento numerado e fica dando golpes na barriga como um idiota enquanto estava montado? Parece que ele jamais teve a intenção de nocautea-lo. E ele nem tentou.  Não sei o que ele fazia da vida antes de receber essa oportunidade, mas o que quer que seja, é bom ele voltar a fazer. Para mim, o cartel dele é 0-2. É um idiota, a carreira dele no UFC acabou”, disparou White.

Jackson foi ao Twitter para responder às declarações de White. O lutador afirmou que não foi incisivamente agressivo contra o ex-WWE por temer receber algum golpe de surpresa de Punk durante a luta.

“Estou confuso aqui. Não sei porque me chamaram de arrogante ou desrespeitoso? Me desculpem por não nocautear o Phil. O cara é forte demais. Não queria ser pego por um golpe assim do nada. Soquei e dei cotoveladas nele de oé; Não queria ir para cima e ser surpreendido. Imagine se eu fosse o cara a perder para o CM Punk”, escreveu.

LEIA MAIS

Tyron Woodley diz que vai ‘acabar’ com Colby Covington