Comemorações em homenagem ao Kosovo nos gols da Suíça geram repercussão internacional; veja

Um dia após a virada da Suíça sobre a Sérvia, as comemorações do gols de Xhaka e Shaqiri continuam sendo repercutidas no noticiário mundial. A dupla fez, com as mãos, o gesto da “Águia de Duas Cabeças”, simbolo nacional da Albânia para homenagear Kosovo.

Lucas Meireles
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Foto: Reprodução/Facebook Oficial do Shaqiri

Com maioria albanesa, a República do Kosovo declarou independência da Sérvia de forma unilateral em 2008. Apesar de não ter a soberania nacional reconhecida pelo sérvios, o país é filiado à FIFA e possui até seleção.

Na Seleção Suíça, há três atletas com forte ligação com Kosovo. O volante Valon Behrami e o meia Xherdan Shaqiri nasceram na antiga Iugoslávia, em território que hoje pertence à república separtista. Enquanto o meia Granit Xhaka é filho de pais kosovares.

Quis o destino que fossem justamente Xhaka e Shaqiri, os autores dos gols diante da Sérvia. País que jurou jamais reconhecer a independência do Kosovo.

Confira o gol de Shaqiri pela narração de uma TV albanesa.

 

Imprensa suíça

Pelo lado vencedor, o jornal suíço Blick divulgou uma entrevista do capitão da seleção, Stephan Lichtsteiner, apoiando os companheiros albano-kosovares que defendem a Seleção da Suíça.

“As emoções ficaram loucas. Na corrida para o ministro das Relações Exteriores da Sérvia, nós tivemos que ouvir coisas como: ‘contra quem estamos realmente jogando? Contra o Kosovo? Contra a Albânia? Ou contra a Suíça?’ Quando você ouve essas coisas, as emoções aumentam”, disse Lichtsteiner ao periódico.

Já o jornal NZZ preferiu afirmar, em uma coluna de comentário, que faltou “sensibilidade política” à dupla de meio-campistas. De acordo com o periódico, Xhaka e Shaqiri estão alimentando uma discussão que eles pensavam estar acabada ou pelo menos moderada.

Imprensa sérvia

No lado derrotado, os jornais sérvios foram bastante críticos, particularmente com Shaqiri. O meia do Stoke City é um dos que mais se manifesta a favor de Kosovo, entrando em campo uma pequena bandeira do país na chuteira.

Chuteiras de Shaqiri (Foto: Reprodução/Instagram Oficial de Xherdan Shaqiri)

O Blic, da Sérvia, publicou que Shaqiri “não pode ficar calmo um dia depois de provocar os sérvios com as águias“. Segundo o jornal, a Associação de Futebol da Sérvia apresentou um queixa junto à FIFA por conta das provocações.

O jornal Kurir até mesmo desconfiou da história de vida do meia Granit Xhaka, do Arsenal. Para o jornal, a história de que o meia filho de kosovares teria tido seu pai sequestrado e torturado é falaciosa e usada apenas para ofender os sérvios.

Outros países

Até mesmo a imprensa britânica opinou sobre o assunto. O jornal The Guardian afirmou que Xhaka e Shaqiri arriscaram “inflamar as tensões” nos balcãs. Região da Europa a qual pertencem Albânia, Sérvia, Kosovo, entre outras nações.