Futebol

Copa do Mundo: cinco dos 32 técnicos são argentinos; veja a lista

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução / twitter.com/argentina

A bola já rolou para a abertura da Copa do Mundo de 2018 na Rússia. São 32 países na disputa do título e cinco técnicos argentinos no torneio.

Todos os 32 técnicos são ex-jogadores (dois goleiros, oito zagueiros, um lateral, cinco volantes, 12 meio-campistas e quatro atacantes). O mais recente no cargo é Fernando Hierro, da Espanha, que assumiu a seleção após a saída de Julen Lopetegui.

CONFIRA A ORIGEM DOS TÉCNICOS E AS SELEÇÕES QUE VÃO COMANDAR NA COPA DO MUNDO:
ALEMANHA – Joachim Low (Alemanha) e Gernot Rohr (Nigéria)
ARGENTINA – Héctor Cúper (Egito), Jorge Sampaoli (Argentina), José Néstor Pékerman (Colômbia), Juan Antonio Pizzi (Arábia Saudita) e Ricardo Gareca (Peru). O comandante da seleção árabe é naturalizado espanhol
BÓSNIA – Mladen Krstajic (Sérvia), Vladimir Petkovic (Suíça) e Zlatko Dalic (Croácia)
COLÔMBIA – Hernán Gómez (Panamá) e Juan Carlos Osorio (México)
ESPANHA – Fernando Hierro (Espanha) e Roberto Martínez (Bélgica)
FRANÇA – Didier Deschamps (França) e Hervé Renard (Marrocos)
PORTUGAL – Carlos Queiroz (Irã) e Fernando Santos (Portugal)

Óscar Tabárez (Uruguai) é o mais velho, com 71 anos. Ele está no comando da seleção há 12 anos e vai trabalhar em uma Copa do Mundo pela quarta vez (1990, 2010, 2014 e 2018).

Os demais são: Adam Nawalka (Polônia), o norueguês Age Hareide (Dinamarca), Akira Nishino (Japão), Aliou Cissé (Senegal), o holandês Bert Van Marwijk (Austrália), Gareth Southgate (Inglaterra), Heimir Hallgrímsson (Islândia), Jan Andersson (Suécia), Nabil Maaloul (Tunísia), Óscar Ramirez (Costa Rica), Shin Tae Yong (Coreia do Sul), Stanislav Cherchesov (Rússia) e Tite (Brasil).