DESTAQUE

Espanha demite Lopetegui a dois dias de estreia na Copa do Mundo

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/Facebook Seleção da Espanha

Uma verdadeira bomba caiu sobre a seleção da Espanha nesta quarta-feira (13). A dois dias da estreia na Copa do Mundo contra Portugal, foi anunciada a demissão do técnico Julen Lopetegui.

A decisão em demitir o treinador, que acertou com o Real Madrid para depois do mundial, foi comunicado pelo presidente federação espanhola, Luis Rubiales, em coletiva de imprensa.

“Nos vemos obrigados a destituir o treinador da seleção nacional. Desejamos a maior das sortes. O que a Espanha conseguir, estará relacionado ao trabalho que desenvolveu” afirmou.

Rubiales contou que a federação não ficou sabendo das negociações entre Lopetegui e Real Madrid e foi informada apenas cinco minutos antes da nota ser divulgada para a imprensa.

“É uma situação bastante complexa, a mais complexa em que eu poderia estar. Mas, tenho certeza que os jogadores e a nova comissão técnica farão tudo que está ao alcance para levar a Espanha longe”, completou.

Antes de decidir pela demissão do comandante foi feita uma reunião entre o presidente da federação e os principais líderes do elenco, os zagueiros Sergio Ramos e Gerard Piqué, e o meio campista Iniesta.

Um novo nome ainda não foi definido. A Espanha estreia na Copa do Mundo nesta sexta-feira (15), quando enfrenta Portugal às 15h (de Brasília), no estádio Olímpico de Fisht, localizado em Sochi.

Entenda o caso

O Real Madrid anunciou na última terça-feira (12) que chegou a um acordo para que Julen Lopetegui, treinador da seleção espanhola, vá para o clube da capital depois da disputa da Copa do Mundo.

Isso acabou irritando bastante os dirigentes da federação espanhola, principalmente o presidente Luis Rubiales, já que a Roja havia anunciado a renovação com seu comandante há menos de três semanas até 2020.

LEIA MAIS
JOGADOR DA SELEÇÃO ESPANHOLA JÁ SABIA QUE LOPETEGUI ASSUMIRIA O REAL MADRID
KEYLOR NAVAS DIZ NÃO TEMER BRASIL NA COPA: “NÃO FARÃO NOSSAS PERNAS TREMEREM”
MERCADO DA BOLA: GRIEZMANN CONFIRMA DECISÃO, MAS NÃO REVELA POSSÍVEL IDA AO BARCELONA