Grandes Jogos do Brasileirão: Cruzeiro 1×1 Vasco – Onde tudo começou

Mineirão  24/07/1974 – Existe muita história, em relação à famosa final de 1974, entre Vasco e Cruzeiro, segundo algumas conspirações, durante a Copa de 1974, jogadores na concentração tinham ouvindo que o Vasco seria o Campeão Brasileiro daquele ano, caso chegasse à final. Segundo relatos, o presidente da CBD era Heleno Nunes, vascaíno assumido, para a torcida cruz maltina, caso o Vasco fosse campeão, todos alegariam que foi roubado, por causa do presidente, essas são histórias da época, da qual ninguém tem como provar.

Adriano Coelho
Colaborador do Torcedores

Crédito: Youtube

O futebol carioca até então tinham dois campeões nacionais, o Botafogo e o Fluminense, já os paulistas tinham doze títulos, que eram divididos entre Palmeiras e Santos, os mineiros Cruzeiro e Atlético tinham um cada um, independente de ser Taça Brasil, Roberto Gomes ou o atual nacional, para os cariocas era muito pouco.

Quatro times se classificam para o quadrangular final, Internacional, Santos, Vasco e Cruzeiro, na primeira rodada, o Cruzeiro empataria em Porto Alegre contra o Internacional em 1×1, já o Vasco se garantiria e venceria em casa o Santos por 2×1.

O Santos venceria o Internacional em São Paulo por 2×1, Vasco e Cruzeiro dariam a alma para o jogo, uma vitória para o time carioca, seria um passo para o titulo, já O Cruzeiro deveria aproveitar o único jogo em casa para vencer.

O Vasco vinha com Miguel, Zanata, Roberto Dinamite, Andrada no gol, o técnico é Mario Travaglini; O Cruzeiro do treinador Hilton Chaves, tinha craques como: Nelinho, Piazza, Dirceu Lopes, Joãozinho.

Gol saiu apenas aos 44 do primeiro tempo, Zé Carlos fez para alegria, de 71.324 torcedores que estavam no Mineirão, mas, aos 13 minutos do segundo tempo, falta para o Vasco, a bola é lançada na área, na confusão, sobra para o lateral Alfinete, ele chuta entre o goleiro Vitor e um zagueiro e empata 1×1, o jogo está emocionante, mas, não foi marcado um pênalti em Palhinha, que acabava de entrar, o técnico, presidente e dirigentes do Cruzeiro, não aceitaram e, invadiram o campo, agredindo o juiz Sebastião Rufino, a partida é paralisada com a invasão da policia.

Segundo o artigo 59 da CBD, equipe que invade e agride o arbitro, perde o mando. A partida termina 1×1.Na ultima rodada o Cruzeiro venceu o Santos em São Paulo por 1×3, o Vasco empataria 2×2 com o Internacional no Maracanã, os dois times empataram em pontos, com isso, teríamos um jogo – extra, entre os dois, o certo seria um jogo no Mineirão por causa da pontuação, mas a partida foi marcada no Rio de Janeiro, por causa da invasão.

O Vasco venceu por 2×1, o Cruzeiro reclama um gol anulado de Zé Carlos (o gol foi legitimo), o Vasco se defendeu alegando que invalidaram um gol de Jorginho Carvoeiro, além de Piazza que não deveria jogar, mas foi absolvido, ou seja, faça suas conclusões, só para informar, o juiz da final era Armando Marques.

História extraída do livro: Os 100 Maiores jogos do Brasileirão

Leia Mais:

Grandes Jogos do Brasileirão: Flamengo 2 x 3 Corinthians – Sem Barreira

Grandes Jogos do Brasileirão: São Paulo 2 x 2 Palmeiras – A pancadaria

Grandes Jogos do Brasileirão: São Paulo 2 x 7 Portuguesa – Uma festa Portuguesa com certeza