Larghi não confirma nomes, mas afirma que Atlético-MG segue analisando reforços

A segunda-feira, 25 de junho, foi de reapresentação no Atlético-MG. Em meio à pausa para a Copa do Mundo da Rússia, o elenco teve 12 dias de folga e retornou às atividades focado na preparação para a continuidade no Campeonato Brasileiro.

Bruno Nunes Loreto
Formado em Jornalismo na Universidade de Santa Cruz do Sul, UNISC. Amante dos esportes, principalmente o bom e velho futebol. Setorista de Grêmio e Fluminense.

Crédito: Bruno Cantini/Atlético

No primeiro dia de treinos, Thiago Larghi foi confirmado como técnico efetivo, mas ainda não pôde contar com os novos reforços.  O meia David Terans, além dos atacantes Denílson e Yimmi Chará ficaram nas dependências internas do CT e não foram a campo.

Além dos nomes já anunciados, Larghi, em entrevista coletiva, afirmou que o Atlético-MG segue analisando possíveis contratações. O próximo a chegar deve ser Edinho, ex-Fortaleza, que ainda não assinou contrato. Outras duas novidades ainda podem pintar em breve.

“São três confirmados. O Edinho está para chegar, está em negociação, mas vamos falar apenas depois que acertar tudo. Acho que o time está se reforçando, isto é muito claro. Nunca escondi que era do meio para o ataque que a gente precisava, e este tipo de jogador está vindo. A diretoria vem trabalhando muito bem em qualidade, trazendo nomes que reforçam nosso grupo”, disse.

“Por enquanto são esses. Tem ainda mais um ou dois nomes para vir, que estão sendo analisados e tentativas estão sendo feitas. O importante é reforçar bem. Com jogadores de qualidade, que vão ajudar a somar. Acho que já temos um grupo com bastante qualidade, mas com o nível do Campeonato Brasileiro precisamos de novos reforços. Espero que confirme o Edinho, sim. É um nome que vem para agregar ao nosso plantel”, completou.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Efetivado e com contrato até o final do ano, Larghi agradeceu a confiança que vem recebendo no Atlético-MG. Em 32 jogos no comando, já foram 17 vitórias, sete empates e oito derrotas, com aproveitamento de 60,4% de pontos.

“Fico feliz com a notícia. Não só eu, minha família. Trabalhei muito tempo para chegar a esse posto. Foi com muita naturalidade, paciência e trabalho diário, pensando passo a passo. Poderia não acontecer, mas aconteceu. Agradeço a confiança da diretoria, o empenho dos jogadores, que continuam envolvidos com o trabalho”, destacou.

LEIA MAIS:

EM REDE SOCIAL, PRESIDENTE DO ATLÉTICO CONFIRMA EFETIVAÇÃO DE THIAGO LARGHI

MERCADO DA BOLA: AGENTE DE BERNARD ADMITE PROPOSTAS DA EUROPA