Manaus é escolhida como sede da Libertadores Feminina 2018

A cidade de Manaus, através do Iranduba, será a sede da Copa Libertadores Feminina deste ano. O anúncio foi feito nesta segunda-feira, pela Conmebol, em Moscou, na Rússia.

Ivan Ruela
Colaborador do Torcedores

Crédito: Twitter do Iranduba

A agramiação amazonense disputava a sede do torneio com Corinthians e Deportivo Ita, da Bolívia.

O evento, que será disputado entre os dias 4 a 18 de novembro, terá a presença do Iranduba (organizador), Santos (campeão brasileiro de 2017), além do Audax, vencedor da última Libertadores, serão os representantes brasileiros

Em depoimento publicado no blog Dona do Campinho, da jornalista Cintia Barlem, o diretor do Hulk da Amazônia, Lauro Tentardini, a escolha de Manaus como sede premia o trabalho da equipe amazonense e da força da torcida local.

” É uma satisfação enorme. Nós que chegamos em 2016 para trabalhar com futebol feminino aqui. Saímos do sul do Brasil para encarar esse desafio, acreditando muito desde o início no potencial da região amazônica, no potencial especialmente de Manaus, que é o sexto PIB do Brasil, que tem um polo industrial fantástico e que tem o melhor torcedor de futebol feminino do Brasil. Eu queria agradecer ao presidente Amarildo e ao César Nunes, que é nosso diretor de comunicação, porque nós três trabalhamos muito para essa Libertadores vir para Manaus. O que o Cesar trabalhou, montando nosso caderno, nossa proposta, mostrando os potenciais de Manaus, do turismo, o potencial enquanto economia, o potencial do torcedor, a forma como ocorreu. Foi sensacional. Queria agradecer muito ao Cesar e Amarildo. Dizer que o Iranduba vai muito forte para essa Libertadores. Já tem um time forte e tenho certeza que essa Libertadores, além de internacionalizar a marca do Iranduba, vai trazer ainda mais qualificação para nossa equipe”, comemorou o dirigente.