Mascherano comenta pênalti feito: “arruinaria os sonhos de 22 meninos”

O pênalti cometido por Mascherano e convertido por Moses aos seis minutos do segundo tempo quase elimina a Argentina na primeira fase da Copa do Mundo

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 27 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017).

Crédito: Gabriel Rossi/Getty Images

O volante reclamou, gesticulou com a arbitragem, argumentou que não fez pênalti em Balogun, mas não teve jeito. A penalidade foi assinalada e Mascherano teve que aceitar o risco do gol de empate da Nigéria que tiraria a Argentina do torneio mundial. Marcos Rojo fez o gol da vitória por 2 a 1, nos minutos finais de jogo.

“Seria horrível para mim arruinar o sonho desses meninos, porque era um pouco assim. O pênalti arruinaria os sonhos de 22 meninos que estão aqui”, declarou Mascherano que se cortou no segundo tempo e, literalmente, deixou o sangue em campo.

“Seguramente, eu seria o vilão, teria que enfrentar a história. Sempre foi assim na Argentina. Se há algo que não quero é prejudicar alguém, sobretudo os que lutam ao meu lado”, completa.

O adversário da Argentina nas oitavas-de-final da Copa do Mundo agora é a França. Mascherano destaca que o elenco superou as dificuldades impostas pela competição internacional até aqui e que o time “cruzou limites”.

“Virão um monte de situações complexas que teremos que superar. Por sorte, hoje tivemos a possibilidade de seguir. Tomara que a gente possa corrigir as coisas”, observa.

Leia também:

Messi define classificação da Argentina como “maravilhosa” e completa: “Deus está conosco”