Tenistas lamentam morte de Maria Esther Bueno

Após o falecimento da ex-tenista Maria Esther Bueno, diversos atletas da modalidade se manifestaram prestando as condolências à maior jogadora brasileira de todos os tempos. As manifestações ocorreram em entrevistas aos portais de imprensa e pelas redes sociais.

Matheus Expedito
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero. 22 anos. Amante do esporte bem jogado e admirador de boas histórias.

Crédito: Divulgação

A também ex-tenista Claudia Chabalgoity, fundadora do projeto “Tô no Jogo”, concedeu uma palavra à Agência Brasil, lamentando o ocorrido. “O Brasil perde uma apaixonada tenista e uma apaixonante pessoa…Estou honrada de ter conseguido estar com ela dentro d quadra em fevereiro, quando ela, de surpresa, nos presenteou com sua beleza e simpatia, além de seu clássico e charmoso tênis”, afirmou a ex-jogadora.

Outro expoente do esporte que falou sobre a morte de Maria Esther foi a americana Billie Jean King, que deu uma entrevista à Folha de São Paulo.

“Sempre gostava de ver Maria em Wimbledon e em outros torneios de Slam. Ela foi a primeira grande estrela da América do Sul e é tão reverenciada lá. Foi uma grande influência na minha carreira e muitos jogadores da minha geração se espelhavam nela. Tive o privilégio de ganhar Wimbledon nas duplas com ela, em 1965. Ela era muito elegante na quadra, no jeito que se vestia e como jogava. Tinha fãs em todo o mundo e fará muita falta”, declarou King.

O brasileiro Bruno Soares, um dos melhores do país na atualidade, se manifestou sobre o falecimento. “Foi a referência e representou muito não apenas para os brasileiros. Inovadora em nível mundial. Minha geração não teve a oportunidade de vê-la em quadra, mas de estar presente e ver a força dela como pessoa. Onde encontrávamos ela, víamos o carinho do mundo inteiro…Deixa um legado muito legal para todos nós”, disse o tenista.

Da época de Maria, Thomas Koch jogou as duplas mistas com ela no Pan-Americano de São Paulo, em 1963, e também no Roland Garros. O ex-tenista falou de seu relacionamento com ela e lamentou.

“A Maria Esther foi uma pessoa muito especial pra mim, uma referência. Quando comecei a viajar, ela era a referência, carregava o orgulho de ser brasileira. Acompanhei de perto o ápice dela, a vi ganhar em Wimbledon, o US Open. Tinhamos um companheirismo, uma amizade muito grande. Em Winbledon ela era uma rainha”, afirmou o ex-jogador em entrevista ao blog Top-Spin, do Jornal O Globo.

Ainda em atividade, o tenista Marcelo Melo também mandou sua mensagem e desejou força à família da ex-jogadora.

“Hoje é um dia triste para o tênis brasileiro. Ela foi a maior vencedora do país, com números de títulos, incluindo os vários Wimbledon’s. Sempre prestou tudo o que pode ao tênis, sempre acompanhando até os últimos dias. Sempre mandava força e boa sorte, sempre com energias positivas. Tivemos uma grande perda. Desejo meus sentimentos à família”, completou.

Veja as manifestações pelas redes sociais: 

Fernando Meligeni 

Nunca fomos grandes amigos , mas você é amigo de quantos gênios do seu esporte ou trabalho? Tinha por ela muita admiração. Muito respeito e gratidão. O que ela fez pelo tênis ninguém fez. Muito mais que amigo eu era fã de tudo que ela representa para os tenistas. Maria Esther Bueno foi e sempre será a maior tenista do Brasil. Em uma época onde o tênis era jogado entre passos de dança ela era a melhor dançarina do mundo. Ela flutuava em quadra. Avessa ao marketing pessoal ou ao endeusamento, ela sempre foi tímida, querida e humilde. Seus títulos e as pessoas falavam por ela. Ela não. Quando falava as pessoas ficavam loucas com suas incríveis histórias. Hoje perdemos o maior ícone e nome do tênis do nosso país. Mais uma gênio esquecida, deixada de lado. Mais uma incrível atleta que não foi reconhecida como merecia. Mais uma atleta mais reconhecida fora do que dentro do nosso país. Maria Esther vai deixar saudade e mais uma lição. Nossos ídolos precisam ser tratados com muito mais dignidade. Precisamos cultivar mais o reconhecimento é respeitar o passado. Obrigado Maria Esther. Descanse em paz.

Uma publicação compartilhada por Fernando Meligeni (@meligeni) em

US Open

Marcelo Melo 

Billie Jean King

Thomaz Bellucci

Para nossa tristeza você se foi, mas o seu legado será eterno. Obrigada Maria Esther Andion Bueno.

Uma publicação compartilhada por Thomaz Bellucci (@belluccioficial) em

LEIA MAIS

SPORTV LAMENTA MORTE DE MARIA ESTHER BUENO: “MULHER FORTE, DE FIBRA E TALENTO”; VEJA NOTA COMPLETA

5 FATOS MARCANTES DA CARREIRA DE MARIA ESTHER BUENO

OPINIÃO: COM MARIA ESTHER, MORRE UM BRASIL OTIMISTA