Copa: Time do Tas lista oito jogadores que se destacaram na primeira fase

Alguns quase não saíram do noticiário. Já outros estiveram presentes apenas pelo tempo suficiente pra colocar o seu nome na história. Na primeira fase da Copa do Mundo, o que não faltaram foram jogadores que se destacassem durante a primeira fase. O Time do Tas preparou uma lista com oito desses jogadores.

Josuá Barroso
Repórter do Time do Tas na cobertura da Copa da Rússia 2018. É jornalista formado pela Universidade de Uberaba e chefe de redação da Band Triângulo em Minas Gerais.

Crédito: reprodução / Xherdan Shaqiri Instagram Oficial

Felipe Baloy, Alfreð Finnbogason, El Haraday… os nomes nos soam incomuns, mas com certeza você ouviu falar deles durante a primeira fase da Copa. Eles ganharam fama da noite pro dia. Mas quando se fala em destaque, não se tem apenas nomes desconhecidos. Há aqueles que são mais lembrados pela mídia e pelos amantes do futebol.

Leia mais:

VÍDEO: Panamá e Islândia perdem em campo, mas emocionam fora dele na Copa

STORIES: a primeira vez em Copas das grandes Seleções de futebol

VÍDEO: jogo da Seleção brasileira na Copa vira carnaval fora de época em Salvador

Kim Young-Gwon

Essa lista tinha que começar com esse zagueiro da seleção da Coreia do Sul. Ele não vai sair tão cedo da cabeça dos alemães. Young-Gwon foi o responsável por fazer o gol, aos 46 do segundo tempo, que abriu o caminho para a derrota da Alemanha que ainda levou mais um gol antes do apito final. A atual campeã mundial foi eliminada pela Coreia. Kim Young-Gron defende o clube chinês Guangzhou Evergrande.

Cristiano Ronaldo

Só em uma partida, papai Cris fez três gols. Quase foi o artilheiro da primeira fase. Durante um encontro bilateral entre os presidentes de Estados Unidos e Portugal, Donald Trump perguntou ao colega Marcelo Rebelo de Sousa se um dia Cristiano Ronaldo vai se candidatar a presidente de Portual e ser oponente de Rebelo. Cristiano é o maior ídolo português e é considerado o principal responsável pela classificação da seleção deles para as oitavas de finais.

Harry Kane

Ninguém esperava muito dele, é verdade. Mas o atacante inglês desbancou muitos outros jogadores famosos, inclusive o já citado Cristiano Ronaldo. O motivo? A marca de um gol a cada 30 minutos. Sim, com cinco anotações, Kane é o artilheiro da primeira fase da Copa. Um detalhe é que ele nem disputou as três partidas da primeira fase. O jogador foi poupado no último jogo conta a Bélgica.

Granit Xhaka e Xherdan Shaqiri

Esses jogadores de nomes difíceis aparecem juntos porque protagonizaram um dos momentos mais memoráveis desse mundial. Após o gol da Suíça contra a Sérvia, pelo grupo que o Brasil faz parte, os dois comemoraram usando um gesto com as mãos: a águia negra de duas cabeças. É um símbolo nacionalista que faz referência ao Kosovo. Em 2008, essa região declarou separação unilateral da Sérvia. A questão é que os sérvios não reconheceram a independência do Kosovo e não gostaram nada da atitude dos jogadores suíços. Ambos têm origem kosovar. A FIFA, que proíbe manifestações políticas no torneio, aplicou uma multa aos jogadores e até uma “vaquinha” online foi organizada por simpatizantes dos atletas pra quitar essa dívida com a entidade máxima do futebol.

Felipe Baloy

Sim, ele joga pelo Panamá. E sim, o Panamá teve o pior desempenho da primeira fase. Mesmo assim, o ex-jogador do Grêmio e do Atlético Paranaense saiu do banco de reservas da seleção panamenha pra fazer o primeiro gol do país em Copas do Mundo. A reação dos torcedores elevou ainda mais o nome do autor do feito. O Panamá vinha perdendo por 6 a 0 e, mesmo com a derrota, o gol foi bastante comemorado desde as arquibancadas russas e principalmente no Panamá. Baloy colocou seu nome na história da seleção panamenha e já é tratado como herói nacional.

Alfreð Finnbogason

Outro jogador que fez o primeiro gol de uma seleção em Copas foi esse aí. Ele que marcou o gol da Islândia no empate com a poderosa argentina. Está agora para sempre na história da seleção islandesa também.

El Hadary

Ao contrário dos dois últimos, esse não fez nenhum gol na Copa. Mas tudo bem, ele joga no gol. El Hadary, do Egito, entra nessa lista porque seu nome será muito lembrado por atingir uma marca histórica: aos 45 anos e 5 meses ele se tornou o jogador mais velho a disputar uma Copa. Tem que respeitar!

Alireza Beiranvand

A lista termina com o outro arqueiro. Mas esse não atingiu nenhuma marca especial, nem quebrou recorde algum. O defensor do Irã se tornou notícia por causa de uma história pessoal. Filho de nômades que não viam com bons olhos o futebol, ele fugiu de casa para a capital iraniana com o objetivo de realizar o sonho de ser goleiro. Lá ele viveu como morador de rua até ser ajudado por um treinador de futebol que lhe conseguiu um emprego. Já trabalhou como lavador de carros, entregador de pizza e faxineiro. Até que conseguiu a tão esperada oportunidade em um clube de futebol. O rapaz cresceu e desde 2015 atua como titular da seleção. É uma história digna de um filme, não é mesmo?

 

Daniel Aloisio e Josuá Barroso para o Time do Tas