Uruguai vence Egito no final, quebra tabu e larga na frente

Não foi o melhor jogo do Uruguai. Mas um gol no finalzinho garantiu a primeira vitória da Celeste na Copa.

Andre Nascimento Donati
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Site oficial da Associação Uruguaia de Futebol

Foi difícil, mas O Uruguai conseguiu. Com um placar simples de 1 a 0, a Celeste saiu na frente na Copa do Mundo de 2018. Essa vitória também quebrou um tabu, já que desde 1970 os uruguaios não ganhavam o jogo de estreia.

Como foi a partida

Nos cinco primeiros minutos de partida , os dois times apenas se estudaram, sem fazer maiores tentativas de abrir o placar. Aos seis minutos, o Uruguai decidiu ficar mais com a posse da bola e começou a tentar atacar mais, se destacando um chute de Cavani aos sete minutos, forçando o goleiro c a se esticar para defender. Ao perceber a tentativa uruguaia de se impor no jogo, o Egito resolveu atacar mais, com Trezeguet chutando em direção ao gol de Muslera.

Suárez apareceu plea primeira vez aos 13 minutos, quando desperdiçou uma chance. O Egito, entretanto, não estava intimidado e continuava a atacar, conseguindo uma falta perigosa. Os minutos seguintes foram mais de bola no meio do campo, mas sem chances reais de gol. Aos 21 minutos, o Uruguai voltou a atacar. conseguindo escanteios em duas ocasiões. No segundo, Suárez perdeu uma grande chance de abrir o placar ao pegar mal na bola e manda-la para a rede pelo lado de fora.

Novamente tentando impedir a imposição uruguaia, o Egito tentou atacar. Aos 27 minutos, Muslera saltou para defender um cruzamento egípcio. O jogo atingiu 30 minutos quando o Uruguai conseguiu uma falta. Suarez a cobrou. A bola bateu na barreira e Suárez chutou de novo e Arrascaeta tentou cruzar, mas a bola acabou nas mãos do goleiro egípcio. O Egito contra-atacou com Shafy, mas Muslera defendeu. Aos 35 e 36, dois cruzamentos uruguaios segurados pelo goleiro El-Shenaway.

Aos 41, o Egito chegou com perigo com Marwan, que foi cortado por Godin. O Uruguai contra-atacou com Gimenez, que tentou um lançamento para Suárez, mas Gabr cortou. Trezeguet tentou um último ataque no primeiro tempo ao sair em velocidade, mas a defesa uruguaia estava atenta]. A Celeste tentou com contra-ataque, também cortado pela zaga egípcia. Nesse momento, o árbitro encerrou o primeiro tempo.

O segundo tempo começou sem alterações, para a decepção egípcia, que esperava por Salah. Suárez começou com tudo, mas El-Shenaway saiu bem e defendeu. A primeira substituição fo iaos 5 minutos. Com dores nas costas, Hamed saiu e Morsy entrou no lugar. A Celeste passou a ter mais posse de bola, embora sem atacar. As 12 minutos, duas substituições na seleção uruguaia. Nahitan Nández e Arrascaeta saíram para a entrada de Carlos Sanchez e Cristian Rodriguez. Aos 15 minutos, Suárez teve outra tentativa de gol frustada pela defesa egípcia.

Aos 17 minutos, outra substituição no time do Egito, com a saída de Warda para a entrada de Kahbara. Antes da troca, Suárez perdeu outra chance de gol devido ao seu impedimento. Não era o dia do atacante do Barcelona. Quando o cronometro atingiu 20 minutos, a partida caiu em marasmo, com nenhuma das seleções chegando com perigo. Aos 24,  um escanteio uruguaio gerou um pouco mais de emoção.

O chute de Warda contra o gol de Muslera acendeu o Uruguai. No momento seguinte, Suárez perdeu outra chance ao segurar a bola em vez de chutar. Quando o placar entrou na casa dos 30 minutos, o Uruguai voltou a pressionar, com boas chances de gol. O Egito passou a apostar nos contra-ataques. Aos 36 minutos, Warda saiu para a entrada de Sobhi. No minuto seguinte, Cavani seu um forte chute para o gol, forçando  El-Shenaway a se esticar todo para defender.

Aos 42, Cavani conseguiu uma falta perigosa. Ante dela ser cobrada, Vecino saiu para a entrada de Torreira. Essa falta não de em nada. Mas uma segunda falta, cobrada pro Sanchez, permitiu a Gimenez finalmente abrir o placar ao cabecear e não dar chances a  El-Shenaway. Os egípcios ainda tentaram o empate, pressionando no final, mas os uruguaios se seguraram e garantiram a vitória.

Com a vitória, o Uruguai assume o segundo lugar no grupo, com 3 pontos,  mesma pontuação da Rússia. Os russos, no entanto, ficam na frente devido ao saldo de gols. A próxima partida da Celeste é contra a Arábia Saudita.