Futebol

Griezmann não foi o único. Veja outros jogadores que recusaram a chance de jogar no Barcelona

Publicado às

21 anos, estudante de Jornalismo, zagueiro nas horas vagas, nordestino com orgulho e um completo apaixonado por futebol.

Crédito: Divulgação/Twitter

Viver a sombra de Messi, ter poucos minutos em campo devido a concorrência, ou ainda não se sentir preparado para vestir a camisa do Barcelona. Muitos são os motivos para alguns jogadores decidirem recusar a oferta do clube catalão.

Um sonho de criança, um objetivo na carreira, uma vontade de fazer parte de um dos maiores clubes do mundo. O desejo de jogar no Barcelona move milhares de jogadores através dos quatro cantos do planeta. Prestígio, altos salários, estar em um elenco estrelado e a oportunidade de vencer inúmeros títulos, enfim, os motivos que movem a aspiração são vários. Mas para muitos atletas, esse não pode ser um negócio lucrativo no que diz respeito a carreira.

Devido a tantos pontos positivos é óbvio que a concorrência existente no clube é gigante. Além do fato de que o número de vagas no time titular é limitado devido a presença de jogadores como Suárez, Coutinho e acima de todos Lionel Messi. O caso mais recente foi o de Antoine Griezmann, que manifestou sua decisão de permanecer no Atlético de Madrid através de um documentário.

LEIA MAIS:

Copa do Mundo: 5 jogadores para os grandes clubes europeus ficarem de olho

Por isso, separamos nesta matéria, alguns jogadores que declararam publicamente que declinaram a chance de atuar na Catalunha. Confira abaixo a lista:

Kevin Gameiro

Crédito da foto: Divulgação/Twitter

Após uma temporada brilhante com o Sevilla em 2016, vencendo a Liga Europa, o centroavante francês foi alvo de grandes clubes da Europa, inclusive do Barcelona. Mas devido ao trio de ataque, que ainda era formado por Messi, Suárez e Neymar, ele preferiu atuar no Atlético de Madrid, como afirmou no jornal Le10Sport.

Neste verão, tive a escolha entre ir ao Barça ou ir ao Atlético. Mas o que você quer que eu faça no Barça? Lá há Neymar, Messi e Suarez. Há jogadores assim que querem jogar todos os jogos, que se recusam a sair mesmo a dez minutos do final. Com Ibra, foi o que aconteceu.”

Com a recusa de Gameiro, o Barça assinou com Paco Alcácer.

Koke

Crédito da oto: Divulgação/Twitter

Após chegar a final da Liga dos Campeões em 2014, o Atlético de Madrid viu muitas de suas peças deixarem o clube. Courtoius, Diego Costa, Miranda e Filipe Luis não seguiram nos Colchoneros, mas a lista poderia ter sido maior. Koke era o principal alvo para substituir Xavi, que deixou o Barcelona o clube ao final daquele temporada. Em declaração ao jornal AS, Koke explicou a decisão de ficar no Atlético:

A verdade é que parte de mim sabia que era difícil dizer não ao Barça, mas eu queria continuar em casa (Atlético) por muitos anos. Não era hora de sair. Esta é a minha casa, onde me sinto querido e o clube não precisa me vender. Como eu ia sair no meu melhor momento no Atlético? Não é fácil dizer não ao Barça e o interesse deles foi apreciado. Isso significa que o trabalho que fiz valeu a pena. Mas estou em casa aqui.”

Raphael Guerreiro

Crédito da foto: Divulgação/Twitter

Um dos destaques do título europeu de Portugal foi o lateral que até então atuava no Lorient. Após o fim da Euro, o português recebeu várias propostas de grandes clubes, uma delas do Barcelona, a qual decidiu recusar. Ele explicou o motivos em entrevista ao Canal +

Foi uma decisão muito difícil dizer não ao Barcelona ”,  “Mas chegou um momento em que eu tive que tomar uma decisão e a oferta do Borussia Dortmund me convenceu mais.”

Thiago SIlva

Crédito da foto: Divulgação/Twitter

O zagueiro da seleção brasileira por pouco não vestiu as cores do Barça. O empecilho para o negócio ser feito se deu aos valores financeiros, considerados baixos pelo atual capitão do PSG, conforme noticiado pelo ESPNFC.

”Eu pedi algumas coisas importantes, mas elas não foram atendidas. Eu vi rapidamente que não era uma boa situação para mim.”

Darijo Srna

Crédito da foto: Divulgação/Twitter

Após a saída de Daniel Alves, a lateral-direita do Barcelona sofreu com a ausência do brasileiro na posição. Vários jogadores foram especulados, e o ex-capitão da Croácia e do Shakhtar Donetsk, chegou a receber uma proposta oficial do clube. Mas devido a sua lealdade com a equipe ucraniana, Srna decidiu ficar e encerrar a carreira no clube que ele defendeu por anos. Ele explicou os motivos da decisão na reportagem do GOAL.

Quero terminar minha carreira no Shakhtar. E quando o presidente me disse que me ofereceu um novo contrato, agradeci apenas em resposta ”. Eu concordei com quaisquer termos. Você provavelmente sabe sobre a história com o Barcelona, no entanto, como eu disse, meu coração está aqui. Estou feliz no Shakhtar.”

David Luiz

Crédito da foto: Divulgação/Twitter

Pode parecer mera especulação da imprensa, mas o Barcelona já demonstrou um forte interesse em contar com o brasileiro, que amargou a reserva e sofreu com lesões em boa parte da última temporada no Chelsea. Antes de ser contratado a peso de ouro pelo PSG em 2014, o clube francês enfrentou uma dura concorrência espanhola. Ele confirmou o interesse do Barça em entrevista ao AS.

”É verdade que eles (o Barça) tentaram me contactar algumas vezes e tudo parecia bom. Mas eventualmente, percebi que o time que realmente me queria era o PSG. ”

Marco Asensio

Crédito da foto: Divulgação/Twitter

Um dos grandes talentos da nova geração espanhola por pouco não vestiu a camisa do maior rival do Real Madrid. O jornal Sport revelou que o Barcelona se recusou a pagar em 2014 cerca de R$ 17 milhões por Asensio, que ainda atuava no Mallorca. O dinheiro posteriormente foi aplicado na contratação do lateral brasileiro Douglas.

Eu tive chances de ir para o Barcelona e outras equipes, mas cheguei à Madrid. Eu não poderia vestir a camisa do Barcelona agora. Minha aspiração é ser titular, mas outros há jogadores importantes que passaram muitos anos no clube.”

Qual jogador teria sido um sucesso ou qual o clube se livrou de entrar em uma furada? A resposta só será conhecida caso um destes atletas mude de ideia e venha a atuar na Catalunha futuramente.