Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Enderson Moreira alerta desatenções do Bahia e critica postura da arbitragem

Duas vezes atrás do marcador, o Bahia foi buscar o empate em 2 a 2 com o Atlético-MG na última segunda-feira (30), na Fonte Nova, em confronto válido pela 16ª rodada do Brasileirão. Para a equipe Tricolor, devido às circunstâncias o resultado foi tido como positivo, haja visto que conseguiu sair da zona de rebaixamento. Na entrevista pós-jogo, o técnico Enderson Moreira elogiou a postura do time, mas também fez uma ressalva pela desatenção, principalmente no início da partida.

Cido Vieira
Jornalista graduado. Redator do Torcedores.com desde 2017. Repórter na rádio Provisão FM Caruaru.

Crédito: Felipe Oliveira - Divulgação - Bahia

“Acho que a gente está em um processo de evolução. A gente mereceu muito. Pagamos pelos seis minutos. No resto, foi uma equipe atacando contra outra se defendendo. Empate quem pode comemorar é o Atlético-MG”, analisou.

Enderson ainda pontuou sobre a arbitragem. Na concepção do comandante Tricolor, a falta de critério foi preponderante e prejudicou o Bahia na etapa complementar ao não marcar uma penalidade  após um suposto toque de mão do defensor mineiro.
“O que eu acho é uma facilidade de marcar situações para alguns adversários e dificuldade para marcar para outros. A bola na mão é sempre complicada. O VAR pode minimizar muito essas questões. O que a gente quer é que tenha justiça”. – disse o treinador, que aproveitou para criticar a “cera” atleticana no confronto.

“Nós fomos muito criticados contra o Vasco. Cadê as críticas contra o Atlético-MG? Fez cera desde os cinco minutos. Não quiseram o jogo. Victor foi tomar amarelo depois da quarta vez que segurou o jogo”, completou.

LEIA MAIS:
BAHIA X ATLÉTICO-MG: ASSISTA AOS MELHORES MOMENTOS DA PARTIDA