Capitão do Bahia, Tiago quer triunfo contra o Galo para ampliar boa fase

O Bahia vive sua melhor fase desde o primeiro semestre em meio à primeira sequência de triunfos sob o comando de Enderson Moreira. Vindo de dois triunfos seguidos, o objetivo é de aproveitar o bom momento para vencer mais uma pelo Campeonato Brasileiro.

Victor de Freitas
Baiano, 25 anos, jornalista formado pela Universidade Jorge Amado (UniJorge). Apaixonado por esportes em geral, de preferência basquete, tênis e futebol. Contato: victorw10@outlook.com

Crédito: Felipe Oliveira / EC Bahia

Desde a derrota para o Vasco, pela Copa do Brasil, o Bahia entrou em campo três vezes e apresentou desempenho satisfatório em todas elas, com um empate e dois triunfos – no domingo e quarta-feira. Para o zagueiro Tiago, momentos ruins não acontecem por deficiência completa do elenco, mas por circustâncias dos jogos. Após triunfos, ele espera que o time siga no mesmo ritmo nas próximas rodadas.

“Sinceramente, se cria uma atmosfera fora do clube, de pressão, de que está tudo errado. A verdade é que a gente filtra muita coisa que entra no grupo. Embora a fase para quem está de fora fosse de terra arrasada, aqui dentro a gente tem consciência do que vem fazendo, do nosso trabalho. A gente estava tranquilo e consciente do que era capaz. Um jogo muda tudo. Um clássico, a gente faz um grande jogo, consegue golear, e parece que está às mil maravilhas. Mas não é assim. Nos momentos bons a gente também tem que filtrar o que entra no clube. Não é todo mundo craque, não somos o melhor time do Brasil, temos consciência do que temos que fazer. A gente está feliz pelos últimos jogos e sabemos que esse é o nosso caminho”, analisou o zagueiro.

“Momento de retomada de confiança, importante para que a gente possa ter essa recuperação que vem tendo. Mais um jogo difícil na segunda-feira. Chegamos com a confiança restabelecida para fazer um grande jogo”, afirma.

Na partida contra o Atlético Mineiro, Tiago terá um companheiro de zaga diferente. Com a suspensão de Lucas Fonseca, Grolli é o mais cotado para assumir o posto na zaga central. Everson e Jackson são outras duas opções.

“Olha, os dois jogadores são muito importantes na nossa equipe. O Zé se destacando taticamente e fisicamente. Fonseca também muito bem defensivamente, e a gente vem fazendo bons jogos. Não sou eu que escalo. Vamos deixar na mão do Enderson. O Grolli fez um grande jogo na quarta, Everson também, jogador que tem confiança do grupo, Jackson também vem jogando no sub-23, está com ritmo de jogo. Importante que quem entre dê conta do recado”, afirmou.

Após ter atuado na quarta-feira, o Bahia voltará a campo apenas na segunda. Será a chance de acompanhar toda a rodada antes de entrar em campo sabendo o que precisa para subir na classificação.

“A gente vai conseguir ver todos os jogos. Provavelmente vamos treinar domingo, e a partir disso entramos em concentração. Acompanhar as equipes, que a gente já vem acompanhando. Sabemos o que vamos encontrar. É atípico jogar na segunda-feira, diferente, mas é importante que a equipe saiba o que está fazendo”, finalizou.

Bahia e Atlético-MG vão se enfrentar às 20h de segunda-feira (30), na Fonte Nova.