Futebol

Dia Mundial do Rock: Rod Stewart e sua paixão pelo o Celtic

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Getty Images Divulgação

No dia que se celebra o dia mundial do rock, o cantor que é inglês Rod Stewart, mais que um roqueiro, um apaixonado por futebol, especialmente pelo o Celtic. Oriundo de uma família escocesa, o vocalista londrino desde muito novo já era apaixonado por futebol, atuando em algumas ligas, inclusive, como capitão.

A carreira do músico que superou mais de 100 milhões de cópias ao redor do mundo é cheio de controvérsias. No universo do futebol, Stewart lidou com diferentes sentimentos, especialmente na escolha do time escocês como o clube do coração. O ícone do rock britânico foi na adolescência torcedor do Arsenal.

Com a influencia forte do pai que era escocês mas que já atuava em equipes amadoras de Londres, foi se ganhando força, especialmente por um fato que o definiria como um fanático pelo o Celtic. Em diversos shows solicitou uma televisão que transmitisse os jogos do alviverde. Em um jantar em 1971 com Kenny Dalglish, um dos líderes da tradicional equipe o motivou a usar o verde e branco. O cantor ainda participou de um importante momento; a invasão dos escoceses no estádio Wembley diante os ingleses, na histórica vitória por 2 a 1.

Na temporada 2012/13, Stewart mostrou de forma literal sua paixão pelo o clube alviverde. O Celtic vencia naquele período o todo poderoso Barcelona, fazendo com que o cantor fosse às lagrimas.

Fazendo um paralelo entre a carreira de músico e futebolista, o cantor inglês enfatizava que não faria feio se pretendesse entre uma e outra escolha em sua vida profissional, em afirmação para tabloide britânico. “Olhando para trás, eu poderia ter ido tão bem no futebol quanto fui na música. Joguei com meus heróis, como Dalglish e Law. Atuei seis vezes em Wembley, mais do que um monte de profissionais. Eu tive o melhor dos dois mundos. Joguei com os grandes craques e nos melhores estádios sem precisar me dedicar aos treinos ou fazer sacrifícios no meu estilo de vida”, em declaração dada à FourFourTwo, em 2001.