Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Giba entra para o Hall da Fama do vôlei mundial

Giba, hoje com 41 anos, ex-ponteiro foi indicado para o Hall da Fama do Vôlei. Ele que já foi tricampeão mundial e campeão olímpico e conquistou mais esse troféu para sua vida.

Ana Bracarense
Eu transformo a vida das pessoas para que saibam reconhecer o que é importante no trabalho e porque devem crescer junto com a empresa. A felicidade do funcionário faz parte do processo, mas uma peça essencial no meu método é saber reconhecer o que realmente importa. O quanto você/seu funcionário se importa com a empresa?Entre no site da Click Consultoria: www.clickconsultoriapcd.com e encaminhe um e-mail com assunto: EU QUERO

Crédito: FIVB

Giba se sente honrado e quis dividir esse momento de felicidade com todas as pessoas e seus fãs. Ele é o 14º brasileiro selecionado para o Hall da Fama do vôlei.

Quando Giba ainda atuava no vôlei, a equipe brasileira sempre esteve em um pódio em qualquer competição. E durante toda sua carreira, pode-se dizer que, além dos três títulos mundiais e do ouro olímpico de Atenas 2004, ele conquistou também: em Olimpíadas (duas pratas), em Copas do Mundo (dois ouros e dois bronzes), em Copas dos Campeões (três ouros), na Liga Mundial (oito ouros, duas pratas e dois bronzes), em Jogos Pan-Americanos (um ouro, uma prata e um bronze), e em Sul-Americanos (oito ouros).

Os brasileiros que já fazem parte do grupo são: Ana Moser, Fofão, Nalbert, Maurício, Bernard Rajzman e Renan dal Zotto, Emanuel, Adriana Behar, Shelda, Jackie Silva, Sandra Pires, o técnico Bebeto de Freitas e o ex-dirigente Carlos Arthur Nuzman e agora o Giba também.

Giba dividirá essa alegria para a turma de nomeados de 2018 juntamente com: a ex-jogadora russa Evgenia Artamonova Estes, o ex-jogador holandês Bas van de Goor, o técnico neozelandês Hugh McCutcheon e o dirigente japonês Hiroshi Toyoda.