Automobilismo

Kubica revela que tinha acordo com a Ferrari, antes de acidente em 2012

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/Twitter

Kubica revelou o acordo com a equipe italiana, em entrevista ao podcast  oficial da F1. Piloto polonês sofreu um grave acidente de rali, no começo de 2012.

A partir daquela data, a vida de Robert Kubica foi dedicada a anos de recuperação e incerteza. Tanto é que ele só voltou a dirigir um F1, seis anos depois, a bordo de uma Williams.

” Não me tornei um piloto da Ferrari, mas cheguei muito perto. Minha recuperação foi tão difícil que, nos primeiros 18 meses, isso não doeu porque eu estava me concentrando em meus ferimentos e recuperação. Quanto mais o tempo passa, mais difícil isso se torna. Houve momentos difíceis em que a recuperação e as cirurgias tomaram 100% de mim, mas eu perdi a F1. A recuperação foi dolorosa, mas não mais doloroso do que saber que eu deveria estar na Ferrari. É mais doloroso agora”, conta o atual piloto reserva da escuderia de Frank Williams.

Para Kubica, aquele rali seria o último, pois a Ferrari estabelecia em contrato a não participação nesse tipo de categoria.

“A Renault permitiu que eu fizesse este rali, pois eles se sentiam culpados por eu ter muitas quebras de carro. Eu realmente não queria fazer aquele rali, voar para Milão, dirigir para cá, dirigir até lá, todo esse esforço, mas consegui. Era uma equipe vermelha”, reforçou na mesma entrevista.

Com informações do globoesporte.com

LEIA MAIS
Piloto brasileiro vende cupons em churrascaria para bancar carreira