Lateral do Grêmio prevê sucesso de Felipão no Palmeiras: “Vai agregar”

Atual reserva de Bruno Cortez no Grêmio, Marcelo Oliveira conhece como poucos o trabalho de Luiz Felipe Scolari. Em 2015, o jogador foi um dos primeiros reforços trazidos pela “gestão” de Felipão no tricolor e foi titular absoluto até a saída do técnico ainda no início do Brasileirão. O defensor prevê sucesso ao treinador em sua terceira passagem pelo Palmeiras.

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Marcelo Oliveira tocou nesse tema em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira, um dia depois da vitória do Grêmio por 2×1 sobre o São Paulo. Ele aproveitou para se mostrar grato a Felipão por sua contratação em 2015.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

“Eu sou muito grato ao Felipão. Ele foi importantíssimo para minha vinda para o Grêmio em 2015. Então, torço pelo sucesso dele. Ele, com certeza, vai agregar ao bastante ao Palmeiras. Desejo sucesso a ele”, projetou Oliveira.

No entanto, Felipão não teve muito sucesso na sua última passagem pelo Grêmio. Ele assumiu ainda em 2014, aceitando um convite do ex-presidente Fábio Koff, e não conseguiu levar o time à Libertadores. Em 2015, o tricolor sob seu comando perdeu a final do Gauchão para o rival Inter, treinado por Diego Aguirre.

A curiosidade é que, naquele momento no Grêmio, Felipão foi sucedido por Roger Machado. Agora, no Palmeiras, a situação se inverte e o experiente treinador entra na vaga de Roger, que foi demitido pela diretoria alviverde depois da derrota por 1×0 para o Fluminense, no Maracanã, na última quarta-feira.

Em sua terceira passagem pelo Verdão, Scolari terá contrato até 2020 e não terá a companhia do seu fiel parceiro Flávio Teixeira, o Murtosa. Tanto Palmeiras quanto Grêmio seguem “vivos” na Copa do Brasil e na Libertadores.

LEIA MAIS:

Geromel admite erro em gol do São Paulo, mas vibra com virada e 200 jogos: “Camisa maravilhosa”

Repórter questiona direção do Grêmio por “caso Kannemann”, mas é rebatido por dirigente

Gostou da matéria? Siga o autor:

No YouTube

No Instagram

No SoundCloud