Últimas 6 campeãs da Copa do Mundo sofreram nas oitavas-de-final; relembre

As oitavas-de-final da Copa do Mundo de 2018, na Rússia, acabaram nesta terça-feira (03). A primeira fase eliminatória do Mundial desse ano teve muitas emoções, e isso não é novidade dessa edição do certame. Ao longo do tempo, muitos jogos emocionantes aconteceram na rodada em questão do campeonato. Por sinal, muitas seleções que se sagraram campeãs na final da Copa sofreram para avançar. Os últimos seis países vencedores são um exemplo.

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores.com e contador de histórias do esporte.

Crédito: Getty Images

Confira abaixo as oitavas-de-final disputadas pelas últimas seis campeãs mundiais na Copa do Mundo:

Brasil 1×0 Estados Unidos (1994)

No famoso jogo da cotovelada de Leonardo em Tab Ramos, a Seleção Brasileira sofreu para avançar pelo US Team em Palo Alto. O “soccer”, ainda engatinhando na Terra do Tio Sam, estava eufórico pela ida da seleção à segunda fase. Melhor ainda: o duelo contra a futura campeã seria no dia 04 de julho, dia de independência local. Bebeto fez o gol da vitória aos 27 minutos do segundo tempo.

França 1×0 Paraguai(1998)

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Os anfitriões não tiveram vida fácil contra os guaranís em Nantes. Os Bleus, com 100% de aproveitamento na primeira fase, enfrentaram os também invictos paraguaios. E o gol só saiu no gol de ouro, com Blanc, aos 09 minutos da segunda etapa do tempo extra.

Brasil 2×0 Bélgica (2002)

O árbitro jamaicano Peter Prendergast anulou um gol de Marc Wilmots no primeiro tempo, após “empurrão” do belga em Roque Junior. Os Diabos Vermelhos eram melhores na segunda etapa, mas Rivaldo abriu a contagem. No final, Ronaldo Fenômeno fechou o placar.

Itália 1×0 Austrália (2006)

No começo do segundo tempo, Marco Materazzi (ele mesmo, que cavou a expulsão de Zidane na final) foi expulso e complicou a Squadra Azzurra. Os Socceroos obrigaram Buffon a grandes defesas e, no último minuto de jogo, o árbitro espanhol Luis Medina Cantalejo marca pênalti muitíssimo discutível de Lucas Neill em Fabio Grosso. Francesco Totti converteu.

Espanha 1×0 Portugal (2010)

Hugo Almeida cruzou da esquerda e Carles Puyol quase marcou contra. Ao enfim abrir o placar, aos dezoito minutos do segundo tempo, David Villa precisou finalizar duas vezes para vencer Eduardo no clássico ibérico.

Alemanha 2×1 Argélia (2014)

Após uma primeira fase claudicante, a Alemanha viu a Argélia abrir o placar no primeiro tempo. O gol de Islam Slimani, porém, foi anulado por impedimento. A Alemanha só foi melhorar no segundo tempo, com Philipp Lahm na lateral esquerda. Gols, porém, só na prorrogação. André Schurrle e Mesut Ozil fizeram pra Nationalelf, enquanto Abdelmoumene Djabou descontou.

LEIA MAIS
Brasil x Bélgica pela Copa do Mundo de 2002 completa 15 anos