Técnico do Vasco detona postura do Bahia: “Foi um absurdo”

A eliminação do Vasco na Copa do Brasil não foi o único motivo de descontentamento entre os jogadores, torcedores e comissão técnica do Cruzmaltino.

Daniel Gois
Estudante de jornalismo da Universidade Católica de Santos. No Torcedores desde janeiro de 2017, escreve sobre futebol, basquete, formula 1 e eventualmente games.

Crédito: Paulo Fernandes/Vasco

Em entrevista coletiva após a partida, o treinador do Vasco, Jorginho, detonou a postura adotada pelo Bahia, que abusou das faltas e da catimba para esfriar o jogo, já que tinha vantagem no placar agregado.

“Foi um absurdo. Algo que precisa ser coibido, até mesmo por nós, treinadores. Temos que falar sobre isso. Atrapalhou demais. Tivemos mais dois minutos de acréscimo, mas não jogamos. Eu fui atleta. Isso está enraizado na nossa cultura. Trabalhei em outros países e vi a questão da disciplina, não ludibriar o adversário. Faz parte deles. Não que a gente não vá jogar com o regulamento, agora o tempo todo jogador simulando lesão… Foi absurdo”, dispara Jorginho

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

O Bahia havia vencido o jogo de ida por 3 a 0 e poderia perder por até dois gols de diferença que ainda garantiria a classificação. O Vasco venceu o jogo de volta por 2 a 0, nesta segunda-feira (16).

A partida teve 42 faltas, sendo 25 dos baianos e 17 dos vascaínos. Uma confusão entre os jogadores das duas equipes marcou o fim do jogo. Dois atletas foram expulsos (Ríos, do Vasco, e Léo, do Bahia) e outros oito receberam cartão amarelo ao longo do duelo.

Jorginho não foi o único vascaíno que ficou na bronca com os baianos. Na zona mista, o meia Thiago Galhardo também criticou a postura do adversário.

Com a eliminação, o Vasco retoma as atenções para o Campeonato Brasileiro. Décimo primeiro colocado com 15 pontos, o Cruzmaltino encara o rival Fluminense nesta quinta-feira (19), pela 13ª rodada.

Ficha técnica: Vasco 2 x 0 Bahia

Competição: Copa do Brasil – oitavas de final – jogo de volta
Data: 16 de julho de 2018 (segunda-feira)
Horário: 20h (de Brasília)
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Rafael Trombeta (PR)
Público: 17.011 pagantes; 17.561 (presentes);
Renda: R$ 244.820,00
Cartões amarelos: Ricardo e Desábato (VAS); Lucas Fonseca, Edson, Léo, Zé Rafael Vinícius e Edigar Junio (BAH)
Cartões vermelhos: Andrés Ríos (Vasco) e Léo (Bahia)
Gols: Yago Pikachu e Andrey (VAS)

Escalação do Vasco: Martín Silva; Rafael Galhardo (Kelvin), Breno, Ricardo Graça e Ramon (Henrique); Andrey, Desábato, Yago Pikachu, Giovanni Augusto e Wagner (Thiago Galhardo); Andrés Ríos.
Técnico: Jorginho

Escalação do Bahia: Anderson; Nino Paraíba (Flávio), Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Gregore, Elton (Edson), Zé Rafael, Vinícius (Régis) e Mena; Edigar Junio.
Técnico: Enderson Moreira