Torcedor que deu a primeira camisa do Inter para Sarrafiore revela conversa: “Vamos te apoiar”

Bruno Fagundes foi uma das primeiras pessoas a falar com Martín Sarrafiore em solo gaúcho. Tão logo o argentino rompeu o portão de desembarque do Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, por volta das 22h deste domingo, o torcedor já o esperava com uma camiseta e um boné da Camisa 12, tradicional torcida do Inter fundada em 1969. Após “vestir” o novo reforço, Bruno tratou de passar confiança e palavras de apoio à jovem promessa de 20 anos.

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Reprodução/Twitter

Sarrafiore, que ainda não se manifestou oficialmente à imprensa, manteve a timidez mesmo diante dos animados torcedores que o abraçaram e pediram fotos. Cerca de 30 colorados foram recepcionar o ex-jogador do Huracán, que ouviu de Bruno aquilo que todo jogador espera da torcida: “Nós vamos te apoiar”.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

“É a expectativa que a gente cria em cima de um jogador que vem muito jovem e que o Inter vai ter que lapidar para pensar no time titular. Mas com certeza é uma grande promessa pelo que ele jogou na base do Huracán, lá na Argentina. Eu entreguei a camiseta com o símbolo da Camisa 12, a torcida mais antiga do Sul do Brasil. Falei para ele que éramos da Camisa 12, que apoiamos sempre o Inter e que vamos apoiar”, revelou Bruno em entrevista exclusiva ao Torcedores.com.

Veja o momento em que o torcedor entrega a camisa ao reforço do Inter:

Segundo o integrante da Camisa 12, o contato com Sarrafiore ocorreu em dois momentos distintos: no saguão do aeroporto, logo em sua chegada, e no estacionamento do local. Tímido, de poucas palavras, o meia se limitou a dizer que “vamos trabalhar para sairmos campeões”.

“Ele é bem jovem, muito tímido. Deu para ver que ele não esperava aquela recepção, parecia com “medo”. Foi uma recepção digna de jogador já mais conhecido. Depois ainda conversei com ele no estacionamento do aeroporto. Desejei boa sorte e disse que a torcida vai apoiar sempre ele e o Inter. Ele agradeceu e disse “vamos trabalhar para a gente sair campeão””, acrescentou o colorado.

Fagundes é “experiente” em recepções de jogadores

Colorado fanático, Bruno Fagundes, 25 anos, é presença assídua no Salgado Filho a cada chegada de grandes nomes para o Inter. Ao Torcedores, ele relembrou que esteve recepcionando nomes como o uruguaio Diego Forlán, o meia Alex e D’Alessandro, no seu retorno do River Plate em 2017.

“Sentimento de quem já nasce colorado. Os pais influenciam e tu te torna apaixonado pelo clube. Vou a todos os jogos no Beira-Rio e quando tenho a oportunidade de viajar, viajo. Recentemente fui a Santos naquela vitória de 2×1. Teve alguns momentos durante o rebaixamento que a gente pensava “chega, não vou mais”, mas não tem como. Chega no sábado ou no domingo e tu só quer ir para o Beira-Rio. É inexplicável o que sinto pelo Inter”, declarou.

Inter

Sarrafiore brilhou na base do Huracán – Foto: Divulgação/Huracán

Inter prega cautela com Sarrafiore

Bruno e os demais colorados precisarão conter a euforia e ter calma com o novo reforço. Prudente, o Inter não quer apressar etapas e evita estipular data para a estreia do jogador. Ele deverá, no entanto, integrar a delegação na viagem a Atibaia-SP para a intertemporada que inicia no próximo dia 4.

Sarrafiore, vale lembrar, não atuou no primeiro semestre de 2018. Irritado com o acerto com os gaúchos, que surgiu a partir de um pré-contrato no início desse ano, o Huracán afastou o atleta do elenco principal e o deixou treinando em separado, o que evidentemente gerou um atraso no ritmo de jogo.

Ao levar o Huracán à semifinal da Copa Ipiranga de 2017, disputada no Rio Grande do Sul, o jogador argentino chamou a atenção da cúpula colorada, que encontrou brecha no contrato do atleta com o time argentino para apresentar um pré-vínculo, que foi aceito. Nesta competição de base, Sarrafiore marcou quatro gols.

LEIA MAIS:

Ele chegou: Sarrafiore desembarca em Porto Alegre e veste a camisa do Inter

Três pendências a serem resolvidas por Odair Hellmann na volta do Inter ao Brasileirão

Gostou da matéria? Siga o autor:

No YouTube

No Instagram

No SoundCloud