Volta de Lesnar pode ‘ajudar’ processo contra UFC; Entenda!

O UFC pretende promover a volta de Brock Lesnar à organização para enfrentar Daniel Cormier pelo cinturão dos pesos-pesados. No entanto, o retorno do astro da luta livre pode acabar trazendo complicações para a entidade nos tribunais.

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Reprodução

O Ultimate é processado por outro peso-pesado, Mark Hunt. O lutador foi o último rival de Lesnar no octógono, sendo derrotado por ele. Mas a luta tornou-se sem resultado com o ex-campeão da categoria por este ter sido pego em exame antidoping. Hunt acusa Lesnar, o UFC e Dana White terem ‘conspirado’ ao permitir que a luta acontecesse com o rival dopado.

Em entrevista ao site MMAFighting, a advogada do ‘Super Samoan’, Christina Denning, afirmou que a volta do ex-campeão para o Ultimate pode acabar ‘ajudando’ no processo movido por Hunt. Para Denning, o processo pode voltar à tona com mais um retorno de Lesnar ao UFC.

“Debatemos se iríamos adicionar estes fatos novos, mesmo com o processo ainda pendente, para mostrar o modo com a organização (UFC) trabalha e a injustiça disso tudo. É algo que ainda não fizemos, mas faremos com todo o interesse trazido pela volta do Lesnar”, disse Denning.

Para poder luta conta Mark Hunt no UFC 200, em julho de 2016, o lutador conseguiu uma liberação para não cumprir os quatro meses mínimos que a Agência Antidopagem dos Estados Unidos (USADA) exige para que lutadores da organização tenham que passar pelo programa de testes antidoping. De acordo com o Ultimate, tal exceção foi dada por Lesnar ter assinado para a luta com pouco tempo para participar do programa. O que o processo de Hunt contesta, afirmando que a entidade sabia que o ex-WWE usava substâncias proibidas e que propositalmente atrasou tal contratação para permitir que este lutasse.

Brock Lesnar acabou suspenso por um ano pela USADA pelo teste antidoping positivo e só será liberado para voltar a lutar e fazer o tão aguardado duelo contra Daniel Cormier em janeiro.

LEIA MAIS

Bellator 203: Patrício Pitbull vence Daniel Weichel e permanece com cinturão; confira os resultados

Conor McGregor assiste final da Copa e tira foto com Putin

Cigano mira em trilogia com Miocic para próxima luta

Confira todos os resultados do WWE Extreme Rules 2018

(Crédito da foto: Reprodução)