CBF divulga balanço e áudios de discussões dos árbitros de vídeo; ouça

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) divulgou nesta quarta-feira (22) um balanço do trabalho dos árbitros de vídeo nas quartas de final da Copa do Brasil. Segundo a Comissão de Arbitragem da CBF, o uso do VAR foi considerado “um verdadeiro sucesso e impactou muito pouco no tempo de bola rolando nas partidas”.

Vitor Cavalcanti
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Leandro Lopes/Divulgação/CBF

Segundo os números apresentados no balanço, a bola ficou parada, em média, 1,3% no tempo dos confrontos por conta do árbitro de vídeo. Nas oito partidas das quartas de final da Copa do Brasil, foram realizados um total de 58 checagens, com média de 7,25 por jogo. As checagens dos árbitros de vídeo duraram em média um minuto e 18 segundos.

O levantamento ainda compara o tempo de bola rolando com outras competições que também fazem uso do árbitro de vídeo. Segundo a CBF, o tempo médio de bola em jogo nas quartas da Copa do Brasil foi de 57 minutos e 29 segundos. A média na Copa do Mundo foi de 56 minutos e 55 segundos. Já no Campeonato Alemão foi de 57 minutos e três segundos.

A CBF ainda disponibilizou o áudio de alguns lances em que o árbitro de vídeo foi utilizado. Para ouvir as conversas, basta clicar aqui!

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook