Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Mano Menezes analisa lance polêmico no final do jogo contra o Santos e diz não ter visto nada demais

O Santos conseguiu uma ótima virada em cima do Cruzeiro, por 2 a 1, no Mineirão, que levou a decisão da vaga para as semifinais da Copa do Brasil para as penalidades máximas. Porém, no último lance do jogo, o Peixe chegou a ter um contragolpe que poderia terminar no terceiro tento da equipe paulista. Apesar disso, antes do término da jogada, o árbitro encerrou os 90 minutos do embate, gerando grande reclamação por parte dos comandados do técnico Cuca.

Ramon Lopes
Foi editor do semanário BolanoBarbante, apaixonado por esportes, entusiasta das corridas de rua e dos jogos de tênis.

Crédito: Vinnicius Silva/Cruzeiro/divulgação

“O árbitro não tem nenhum compromisso de cumprir os 4 minutos. Além do que, no rebote, foi falta no David. Aí quando você comete dois erros sucessivos, aí você encera o jogo. Reclamar de arbitragem, para os dois lados, não é justo”, analisou o técnico Mano Menezes, afirmando categoricamente que a reclamação não procede.

“A gente pode fazer a teoria que a gente quiser [ falando sobre a reclamação do técnico Cuca sobre o lance]. Primeiro, acho que o Dodô teria que ser expulso. Se vamos analisar o jogo temos que analisar tudo, não apenas um lance isoladamente”, complementou o comandante da Raposa.

Após a vitória emocionante, agora o Cruzeiro se prepara para voltar a concentração para a partida diante do Bahia, válida pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. Neste momento, a Raposa ocupa a oitava colocação com 25 pontos.

LEIA MAIS:

DEDÉ EXALTA ATUAÇÃO DE FÁBIO NA DISPUTA DE PÊNALTIS E DECRETA: ‘MELHOR GOLEIRO DO BRASIL’