Torcedores – Notícias Esportivas

Estádio Luthero Lopes-MT segue interditado e receberá jogo sem público

Interditado pelo Ministério Público Estadual (MPE), o Estádio Municipal Luthero Lopes, o conhecido “ Caldeirão”, sediará o confronto de Rondonópolis Hawks e Goiânia Saints, no dia 1° de setembro, às 14h, pela Liga Nacional de Futebol Americano (2ª Divisão do football brasileiro), de portões fechados ao torcedor rondonopolitano. O que gerará prejuízos para o mandante e para o público.

Junior Martins
Colaborador do Torcedores

Crédito: Junior Martins

“É difícil! Você faz um planejamento para ter um bom trabalho na Liga Nacional e não pode ter o torcedor ao lado. Não pode ter a cidade presente dentro do estádio. Nós sempre tivemos um bom público no Luthero. Então é difícil fazer um jogo de liga nacional sem a torcida. Sem falar os prejuízos”, diz o presidente da Associação Atlética Rondonópolis Hawks (AARH), Jhader Wunsche.

A equipe rondonopolitana está no início de uma campanha pelo título nacional e, atualmente, tem duas partidas e duas vitórias. Primeiro venceu o Sinop Galaxy por placar de 33 a zero, no dia 30 de junho, no Estádio Gigante do Norte, em Sinop, e depois teve uma vitória por W.O. (Walkover – 49×00) contra o Operário Gravediggers. E os próximos dois rivais serão Goiânia Saints e Sinop Coyotes.

“Com ou sem torcida, há gastos para se fazer um jogo. Há custos e é caro. Tem pintura de campo, aluguel de ambulância, enfermeiros, segurança, entre outros. Sem torcida teremos prejuízo financeiro e emocional. Jogaremos desfalcados do nosso 12° jogador. É lamentável o que acontece aqui. É o Brasil! Mas bola para frente, vamos fazer sem torcida e arcar com os prejuízos”, finalizou Wunsche.

CONTEXTO

Inaugurado em 2000, o Estádio Municipal Engenheiro Luthero Lopes, de acordo com o Cnef – Cadastro Nacional de Estádios de Futebol de 2016, produzido pela CBF – Confederação Brasileira de Futebol, tem capacidade de 18 mil torcedores e é o segundo maior de Mato Grosso. Perde apenas para a Arena Governador José Fragelli, a Arena Pantanal, que tem capacidade de 44 mil pessoas.

Em 09 de outubro do ano passado (2017), um temporal destruiu a cobertura do setor arquibancadas e de cabines de imprensa, entre outros danos, do Estádio Luthero Lopes. E a Prefeitura de Rondonópolis, atual gestão do prefeito, José Carlos Junqueira de Araújo (Solidariedade), o Zé Carlos do Pátio, e do secretário de esporte, Jailton Nogueira de Souza, substituiu por tendas improvisadas.

Posteriormente, em 10 de fevereiro deste ano (2018), na partida entre União e Sinop, as tendas improvisadas não suportaram a chuva e causaram transtornos aos torcedores e profissionais de imprensa, que dependiam da cobertura para se proteger do clima. Inclusive molhou e danificou equipamentos de radialistas. O que gerou, na época, “Nota de Repúdio” do presidente da Amace – Associação Mato-grossense de Cronistas Esportivos, Antônio Sérgio.

NOTA DA AMACE (da época – fevereiro de 2018)

Más condições de estádios danificam equipamentos

Radialistas e jornalistas que foram trabalhar na cobertura do jogo União x Sinop, na noite de sábado, no Estádio Luthero Lopes, em Rondonópolis, também sofreram com a falta de estrutura.

Destruída por vendavais seguidos, a cobertura das cabines de imprensa do estádio não foram reconstruídas até hoje. Em vez disso a Prefeitura Municipal, que é proprietária da praça esportiva, improvisou tendas de lona, que não protegem os profissionais ali instalados nas posições de transmissão; resultado: a chuva que caiu no local na tarde-noite de sábado, molhou os membros da imprensa e danificou os equipamentos. O problema antigo, afetou os próprios radialistas da cidade, da Rádio Clube, bem como o narrador Espedito Martins, da Rádio Mais, de Sinop. Os profissionais lamentaram as péssimas condições de trabalho.

Antes da competição começar a Associação Mato-grossense de Cronistas Esportivos (Amace) enviou ofício à Federação Mato-grossense de Futebol (FMF) alertando sobre as más condições dos estádios, inclusive para acomodações dos profissionais da imprensa.

“Não se pode dar início a uma competição com os estádios nessas condições.

NOTA DA PREFEITURA DE RONDONÓPOLIS (de hoje – 28/08/18)

A Secretaria Municipal de Esporte e Lazer informou que o Estádio Municipal Eng. Luthero Lopes encontra-se interditado aguardando o laudo do Corpo de Bombeiros e da Vigilância Sanitária para a liberação para realização de jogos e eventos em geral.

Uma forte tempestade provocou diversos estragos no local, dentre eles na cobertura das cabines de imprensa e da arquibancada, nos refletores, para-raios e transformadores. Todos esses problemas fizeram com que o estádio fechasse os portões. Desde então o último jogo que aconteceu no local ocorreu há cerca de 40 dias, sem a presença de público.

Para solucionar os problemas existentes, a Prefeitura vai contratar por meio de licitação uma empresa para realizar as obras de manutenção do local para então submeter a estrutura à análise do Corpo de Bombeiros e da Vigilância.

A Secretaria de Esporte informou também que os projetos de reforma já estão prontos e os recursos, da ordem de R$ 630 mil, já estão alocados para a obra, mas agora é preciso aguardar o prazo do processo licitatório para o início dos serviços no local.

A administração/manutenção do estádio é de responsabilidade da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, secretário Jailton Nogueira de Souza.

Reportagem e Fotografia: Junior Martins