Torcedores – Notícias Esportivas

Fábio abre o jogo e comenta fato de nunca ter sido chamado para defender a seleção em uma Copa

O Cruzeiro carimbou a classificação para a fase semifinal da Copa do Brasil pela terceira vez consecutiva e, desta vez, contou com a participação decisiva de Fábio, que defendeu três pênaltis. Após a ótima atuação, a polêmica sobre o arqueiro celeste nunca ter tido uma chance de defender a seleção brasileira em uma Copa do Mundo foi retomada.

Ramon Lopes
Foi editor do semanário BolanoBarbante, apaixonado por esportes, entusiasta das corridas de rua e dos jogos de tênis.

Crédito: Vinnicius Silva/Cruzeiro/divulgação

“Por um lado eu fico feliz por ter conseguido me manter em alto nível ao longo desses anos e de ter esse reconhecimento por boa parte da imprensa e de muitos torcedores. Inclusive, em muitos locais que eu vou as pessoas falam que eu deveria ter tido maior oportunidade dentro da seleção brasileira, uma sequência. Isso me fortalece para entender que a minha parte, a dedicação diária, o meu melhor nos jogos para ajudar o Cruzeiro foi entregue”, afirmou o arqueiro celeste em entrevista ao programa “Seleção Sportv”.

“Infelizmente não existiu a mesma coerência que tiveram com outros goleiros. Logicamente que todos que foram tiveram seus méritos e foram reconhecidos. Porém, eu fiz por onde ao longo desses anos todos, me dedicando, trabalhando, e respeitando meus companheiros de posição. Sempre tentei fazer o melhor para o Cruzeiro, pois sempre pensei que fazendo o melhor para o Cruzeiro eu teria o bônus que seria o ponto alto que é a seleção brasileira. Mas infelizmente eu não tive a mesma observação que outros atletas”, complementou Fábio ao programa do Sportv.

Após a dramática classificação na Copa do Brasil, agora o Cruzeiro se prepara para voltar a cabeça para o Campeonato Brasileiro, já que no domingo encara o Bahia, no Mineirão, em jogo válido pela 19ª rodada.

LEIA MAIS:

EDILSON RASGA ELOGIOS À TORCIDA DO CRUZEIRO E FALA SOBRE POSSÍVEL LESÃO AO FINAL DO JOGO CONTRA O SANTOS