Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

OPINIÃO: Demissão de Paquetá mostra o despreparo da diretoria do Botafogo

Depois de cinco partidas no comando da equipe, Marcos Paquetá foi demitido ontem. Mais uma mostra do despreparo da diretoria botafoguense nesse ano.

Thiago D Amaral
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução Facebook Botafogo

Depois de alguns anos de elogios (não em todos os momentos, mas em vários) à direção de Carlos Eduardo no comando do futebol do Botafogo, seu sucessor mostra total despreparo com poucos meses no cargo. Eleito em Novembro passado, o atual presidente Nelson Mufarrej está longe de mostrar competência como presidente. Desde o início do ano, ele e sua diretoria mostram que não conseguem montar o planejamento de uma equipe como se deveria. Isso ficou evidente, novamente, com a demissão de Marcos Paquetá.

Marcos Paquetá é demitido do Botafogo após cinco jogos

Em amistoso festivo, Chapecoense perde para o Torino

Logo após a saída de Jair Ventura, eles optaram por fazer a mesma coisa que fizeram com o ex-treinador e promoveram um dos auxiliares de Jair. O que não foi levado em conta, porém, foram as diferentes características dos dois treinadores. Isso não só na forma de pensar o jogo, mas de lidar com os jogadores e de se postar perante as situações que lhe eram impostas. Resultado: eliminação precoce na Copa do Brasil e demissão de Felipe Conceição com menos de dez jogos. Na realidade, não foi nem uma demissão, mas sim uma volta de “Tigrão”, apelido do técnico, à posição de auxiliar.

Para seu lugar, trouxeram Alberto Valentim. Nome que poderia ter sido escolhido no início da temporada, se tivessem pensado da maneira correta. Valentim, porém, passou a ser pressionado depois do título carioca e decidiu aceitar oferta milionária vindo do Egito. A diretoria foi ao mercado novamente e decidiu fechar com Marcos Paquetá. Um treinador que estava fora do país há mais de dez anos e não se sabia como ele trabalhava.

Depois de cinco jogos, sendo quatro derrotas, mais uma demissão. Mufarrej e seus companheiros não souberam analisar as necessidades de sua equipe. Contrataram o primeiro nome que estava disponível no mercado e cometeram mais um erro. Se seguirem assim, não terão um futuro brilhante pela frente.

A lista de treinadores no ano do Botafogo aumenta. Assim como a capacidade da diretoria de mostrar seu despreparo.

As melhores notícias de esportes, direto para você