Todas as vezes em que decidiu ´mata a mata’ em casa, Cruzeiro levou a melhor sobre o Flamengo; relembre

Cruzeiro e Flamengo decidem nesta noite (21h45 de Brasília ), no Mineirão, uma das vagas para as quartas de final da Copa Libertadores da América.

Ivan Ruela
Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto: Site Oficial da CONMEBOL

Os mineiros vão pra campo com uma ótima vantagem, após aplicar 2 a 0 no Maracanã, no jogo de ida. O rubro-negro precisa vencer pelo mesmo placar para levar a partida para os pênaltis, ou mais de dois gols, a partir de 3 a 1, para classificar para a próxima fase.

As equipes já duelaram  13 vezes em jogos de mata a mata, sendo dez confrontos pela Copa do Brasil e três. pela extinta Copa dos Campeões. O Flamengo levou a melhor na Copa do Brasil de 95 e na de 2013, e na Copa dos Campeões de 2001.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Já a Raposa conquistou por duas vezes a Copa do Brasil contra o time da Gávea, em 2003 e 2017, também obtendo êxito nas semifinais do mesmo torneio em 1996, e na Copa dos Campeões de 2001, em jogo único disputado no Castelão, em Fortaleza.

Em todas as oportunidades que a vaga foi decidida em casa, o Cruzeiro teve sucesso. O Torcedores.com recorda aqui, esses memoráveis jogos deste grande clássico nacional

Cruzeiro 0 x 0 Flamengo , 05/06/1996, Mineirão. Jogo de volta das semifinais da Copa do Brasil

 Embora o Flamengo tivesse renomados valores individuais, o Cruzeiro era muito bem armado por Levir, com um futebol de toque de bola e envolvente. Dominando a maior parte do jogo, a Raposa classificou pelo fato de ter feito um gol no jogo do Maracanã. O volante argentino Mancuso foi expulso neste jogo.

Classificando-se para a final, os mineiros enfrentariam a máquina de gols do Palmeiras na decisão, com uma grande vitória de virada no Parque Antártica, levando para BH, o bicampeonato da competição.

Cruzeiro: Dida,Vítor,Célio Lúcio,Gélson Baresi(Marcos Teixeira) e Nonato;Fabinho,Ricardinho,Cleisson( Roberto Gaúcho) e Ueslei; Palhinha e Marcelo Ramos(Edmundo). Técnico: Levir Culpi

Flamengo: Roger Noronha, Zé Maria, Jorge Luiz, Ronaldão e Gilberto; Mancuso, Márcio Costa, Nélio e Marques; Romário(Amoroso) e Sávio (Iranildo). Técnico: Júnior

 

Cruzeiro 3×1 Flamengo, 11/06/2003, Mineirão. Decisão da Copa do Brasil.

Mesmo tendo a vantagem de jogar por empate em gols, o Cruzeiro foi pra cima, e com menos de trinta minutos, abriu três a zero, com três gols de cabeça, marcados por Deivid, Aristizábal e Luizão, com assistências de Alex. Fernando Baiano, novamente, fez o fol flamenguista.

Cruzeiro tetracampeão da Copa do Brasil, no ano da tríplice coroa.

 

Escalações
Cruzeiro: Flamengo:
1. Gomes 1. Júlio César
2. Maurinho 2. Luciano Baiano
3. Gladstone 3. Fernando Cartão amarelo recebido aos
4. Luisão Cartão amarelo recebido aos Gol aos 28 do  (1T) 28′  (1T) 4. André Bahia
6. Leandro 5. Athirson Cartão amarelo recebido aos
8. Jardel 6. Fabinho Cartão amarelo recebido aos
5. Augusto Recife 7. André Gomes Substituição realizada de jogo ( Igor )
7. Wendel Substituição realizada de jogo ( Márcio Nobre ) 8. Fábio Baiano Cartão amarelo recebido aos Substituição realizada de jogo ( Jean )
9. Deivid Gol aos 1 do  (1T) 1′  (1T) 9. Felipe
10. Alex Substituição realizada de jogo ( Sandro Cartão amarelo recebido aos ) 10. Edílson
11. Aristizábal Cartão amarelo recebido aos Gol aos 16 do  (1T) 16′  (1T) Substituição realizada de jogo ( Mota ) 11. Fernando Baiano Gol aos 31 do  (2T) 31′  (2T)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo Técnico: Nelsinho Baptista

 

Cruzeiro 0 x 0 Flamengo (5 x 3 pênaltis), Mineirão, 27 de setembro de 2017. Decisão da Copa do Brasil.

Após buscar um empate no Maracanã, quando  Paquetá em impedimento fez um a zero, com  Arrascaeta deixando tudo igual  no final da partida, o Cruzeiro precisava vencer no Mineirão, uma vez que na final desta competição, a vantagem por gols fora de casa não conta para a final. Num jogo de muita disputa e poucas chances de gols, a decisão foi para os pênaltis, quando brilhou a estrela de Fábio, ao defender o pênalti cobrado por Diego.

Cruzeiro: Flamengo:
1. Fábio 38. Alex Muralha
2. Ezequiel Cartão amarelo recebido aos 10  (2T) 10′  (2T) 21. Pará Cartão amarelo recebido aos 38  (2T) 38′  (2T)
3. Léo 15. Réver
35. Murilo 4. Juan
6. Diogo Barbosa 13. Trauco
8. Henrique 26. Cuéllar
25. Hudson Cartão amarelo recebido aos 35  (2T) 35′  (2T) 5. Willian Arão
19. Robinho Substituição realizada Intervalo de jogo Intervalo ( 70. Rafinha ) 35. Diego
11. Alisson Substituição realizada 30'(2T) de jogo 30′(2T) ( 23. Élber ) 22. Éverton Substituição realizada 34'(2T) de jogo 34′(2T) ( 39. Lucas Paquetá )
30. Thiago Neves 28. Berrio Substituição realizada 39'(2T) de jogo 39′(2T) ( 2. Rodinei )
36. Raniel Substituição realizada 6'(1T) de jogo 6′(1T) ( 10. De Arrascaeta ) 9. Guerrero Cartão amarelo recebido aos 45  (2T) 45′  (2T)
Técnico: Mano Menezes Técnico: Reinaldo Rueda

 

 *Com informações de Cruzeiropedia