Além de Son: Treinador brasileiro comemora liberação de seu goleiro do exército

Cho Hyun-Woo, goleiro do Daegu FC e da Seleção Sul-coreana, também conseguiu a liberação com o ouro. Treinador brasileiro da equipe comemorou a conquista.

Thiago D Amaral
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação Daegu FC

Nas últimas semanas, os Jogos Asiáticos se tornaram assunto na imprensa esportiva internacional por conta do craque Heung-Min Son, que buscava a liberação do serviço militar do país. Outros atletas, porém, estavam na mesma situação que o jogador do Tottenham. É o caso de Cho Hyun-Woo, goleiro do Daegu e da seleção. que foi titular durante a campanha do ouro. E quem ficou muito contente com isso foi seu treinador, o brasileiro André Gaspar.

“Cho é um atleta importantíssimo para o nosso grupo e a ausência dele seria uma perda imensurável. Além do fato de podermos contar com ele, comemoramos bastante pela sequência da carreira dele. Pela pessoa e o atleta que é, ele merece demais essa conquista.”, comemorou o brasileiro. Ele temia perder seu goleiro por quase dois anos.

ENTENDA O CASO

Na Coreia do Sul, é obrigatório que os homens cumpram dois anos de serviço militar até completarem 27 anos. O goleiro Cho Hyun-Woo completará a idade no próximo mês e, caso não alcançasse a honraria para o país, teria de largar o esporte.

LEIA MAIS

No aniversário de Southgate, relembre a goleada do Middlesbrough em cima do City