Adversário do Grêmio, Atlético Tucumán tem ex-Botafogo e apenas cinco jogadores da base no elenco

Conhecido pelo apelido Yacare, o argentino Gervasio Núñez é o camisa 10 do Atlético Tucumán, que nesta noite recebe o Grêmio pela Libertadores.

Bia Palumbo
Colaborador do Torcedores

Crédito: Vitor Silva/SSPress/Botafogo

Quem acompanhar o jogo poderá reconhecer Gervasio Núñez, que teve passagem pelo futebol brasileiro em 2016, quando atuou no Botafogo. Para chegar até aqui, os argentinos eliminaram o Atlético Nacional nas oitavas de final. Na fase de grupos, o time ficou em segundo lugar na chave liderada pelo Libertad.

Esta é a segunda participação do Atlético Tucumán na Libertadores – no total são 18 jogos, sendo oito vitórias, três empates e sete derrotas.

Apenas cinco jogadores do Atlético Tucumán são formados nas categorias de base do clube. São eles: Franco Pizzicanella, Mauro Osores, Gabriel Risso Patrón, Tomás Cuello e Jonás Romero. Já Gervasio Núñez está na equipe desde julho de 2017.

O craque do time é Luis “Pulguita” Rodríguez, ídolo da torcida, atacante de 33 anos. De acordo com um dos jornalistas que cobre o time argentino, mais três jogadores também merecem atenção – os meios-campistas Rodrigo Aliendro e Guillermo Acosta e o atacante Leandro Diaz.

O Grêmio é o segundo adversário brasileiro na história em jogos oficiais do Atlético Tucumán. Na fase de grupos em 2017, empate por 1 a 1 em Tucumán e derrota por 3 a 1 no Allianz Parque. A equipe também enfrentou o Sport na Copa Ariano Suassuna, um torneio de pré-temporada, e também realizou amistosos nos anos 50 e 60.

Nesta noite o jogo será às 21h45 (de Brasília) no Estádio Monumental José Fierro. A volta será em 2 de outubro, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

LEIA MAIS:
Argentino setorista do Atlético Tucumán fala em “jogo mais importante da história” contra o Grêmio