Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

CBF considera expulsão de Dedé erro grave e cobra explicações da Conmebol

A injusta expulsão de Dedé no jogo contra o Boca Juniors, na Bombonera, teve mais um desdobramento nesta quinta-feira (20), já que segundo informa o portal “UOL”, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) considerou o erro do árbitro Eber Aquino grave e enviou uma carta à Conmebol cobrando explicações da entidade máxima do futebol sul-americano.

Ramon Lopes
Foi editor do semanário BolanoBarbante, apaixonado por esportes, entusiasta das corridas de rua e dos jogos de tênis.

Crédito: Bruno Haddad/Cruzeiro/divulgação

Rogério Caboclo, que é diretor executivo da CBF e chefe do Comitê Organizador local da Copa América, que acontece em 2019 no Brasil, está desde a noite passada mantendo conversas com Alejandro Dominguez, presidente da Conmebol. Vale lembrar que, Caboclo assumirá o cargo de presidente da entidade máxima do futebol brasileiro na próxima temporada.

Apesar de toda a comoção e os questionamentos sobre o equívoco cometido por Aquino ao expulsar Dedé, que partiram até mesmo da imprensa argentina, algumas pessoas ligadas à CBF consideram que o árbitro possa ter ficado impactado com a força do choque e, inclusive, acreditam que o erro faça parte do processo de implantação do VAR, que ainda é um mecanismo novo no futebol.

A emoção é aqui, no SBT!

#GrandeFinalnoSBT

Segundo o portal “UOL”, a CBF cobra que, pelo menos , a Conmebol admita que houve um erro na interpretação do lance, que acabou prejudicando o Cruzeiro no primeiro jogo das quartas de finais da Copa Libertadores.

Bem diferente do que espera o Cruzeiro, que esteve na Conmebol nesta quinta-feira através de seu presidente, Wagner Pires de Sá,  pedindo a anulação da expulsão, a cobrança da CBF não tem nenhuma perspectiva neste sentido.

LEIA MAIS:

HISTÓRICO APONTA QUE CONMEBOL ANULOU SUSPENSÃO POR CARTÃO VERMELHO APENAS EM UMA OCASIÃO

As melhores notícias de esportes, direto para você